Victor Coelho participa de reunião do Conselho de Desenvolvimento da Microrregião Central Sullm

Prefeito de Cachoeiro Victor Coelho participa do Conselho da microrregião Central Sul

Nesta quarta-feira (9), o prefeito de Cachoeiro, Victor Coelho, esteve no município de Vargem Alta para participar do segundo encontro do Conselho Regional de Desenvolvimento da Microrregião Central Sul, do qual é presidente.

A reunião contou com a presença de lideranças políticas (incluindo o prefeito de Vargem Alta, José Altoé, vice-presidente do conselho), representantes do governo do estado, de instituições financeiras e da iniciativa privada.

Na ocasião, foram definidas três vertentes iniciais de trabalho: infraestrutura e logística (melhorias em rodovias e estradas), o fortalecimento de cadeias produtivas (cultura, turismo e agroturismo) e o aprimoramento de gestão na área da saúde.

“Hoje, estamos vendo as prioridades, que foram fornecidas pelas informações e dados apresentados pelos grupos, para estabelecermos as temáticas a serem trabalhadas. Precisamos delimitar as pautas para levarmos ao governo e conseguir os pleitos necessários para a realização desses projetos”, comentou Victor.

O conselho da microrregião Central Sul é formado pelos municípios de Castelo, Vargem Alta, Cachoeiro de Itapemirim, Jerônimo Monteiro, Muqui, Atílio Vivácqua, Mimoso do Sul e Apiacá.

Os conselhos regionais foram criados para promover o desenvolvimento de cada município envolvido no Plano Regional de Desenvolvimento, que foi lançado pelo Governo do Estado, em abril, em Cachoeiro.

Plano Regional de Desenvolvimento

O projeto tem como proposta realizar pesquisas que produzam conhecimento, indicadores e ações para a promoção do desenvolvimento regional sustentável do estado do Espírito Santo, por meio de mecanismos como a cultura, o turismo, a gastronomia e a agroindústria.

Presente na reunião, o diretor-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), Luiz Paulo Vellozo, destacou que o Projeto Regional de Desenvolvimento Sustentável é muito importante para o Estado e que é uma das prioridades do governo. “O Instituto é responsável pela assessoria técnica dos Conselhos. Nosso Estado possui uma grande potencialidade, que pode proporcionar ganhos para toda a população. As ações e estratégias que surgem do aproveitamento da gastronomia, do turismo e paisagens ambientais que proporcionarão geração de emprego, renda e o desenvolvimento sustentável”, disse.

Além do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), o programa conta com a gestão conjunta da Secretaria de Estado de Desenvolvimento (Sedes), de Economia e Planejamento (SEP) e, a Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti), a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), a Secretaria de Economia e Planejamento (SEP).

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*