Publicidade

Pescador morto na embarcação em alto mar testou negativo para Covid e os tripulantes também

Corpo do pescador morto Corpo do pescador morto na embarcação ainda não foi liberado para sepultamento na embarcação ainda não foi liberado para sepultamento

O pescador testou negativo para a Covid

Ainda não foi liberado o laudo que apontará a causa da morte do pescador Ozimar Bernardo Luciano, 44 anos, a bordo da Embarcação Itaboraí III de Itaipava, que faleceu em alto mar após passar mal na madrugada desta quinta-feira, 09. O pescador residia na localidade de São João do Jaboti, em Itapemirim e não em Campo Acima como informara o site do jornal anteriormente.

As suspeitas de que Ozimar tenha morrido de Covid- 19 como trouxe a manchete do Portal pode ser descartada até o momento, uma vez que foi realizado o teste Swab em seu corpo e deu negativo para a doença.

Ozimar faleceu depois de sofrer supostamente a segunda parada respiratória. A primeira teria ocorrido por volta das 3h00 da manhã, o mestre do barco o reanimou, mas às 5h00 da manhã ele teria sofrido a segunda parada e não voltou mais.

O portal Espírito Santo Notícias com base nas informações do Boletim Unificado – BU da Polícia Civil destacou em primeira mão que o pescador Ozimar havia sentido falta de ar depois de ter tido diarreia na Embarcação Itaboraí III e acabou falecendo a bordo do barco.

De acordo com nota enviada pela Prefeitura de Itapemirim Ozimar e os cinco pescadores que estavam na embarcação foram testados e todos deram negativos para a Covid-19.

“A tribulação foi testada e todos deram negativos para Covid, inclusive o falecido que foi encaminhado ao Serviço de Verificação de Óbito estadual para saber a causa da morte. A secretaria de Saúde e Assistência social deram total assistência das famílias”.

A Secretaria de Saúde de Itapemirim foi acionada pela Associação dos Pescadores e Armadores do Distrito de Itaipava – APEDI para realizar todos os testes nos pescadores e destacou que a tripulação da embarcação só desembarcou após todos passarem pelo teste de Suab que foram feitos no Porto.

Informações do proprietário da Embarcação Itaboraí III, Wiliam Rocha dão conta de que os pescadores embarcados estavam vacinados contra a Covid com a primeira dose, inclusive Ozimar.

A causa mortis só será revelada após o exame cadavérico que está sendo realizado no Serviço de Óbito – SVO, posteriormente será liberado para sepultamento.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade