Mancha de óleo chega em praia a 55 km do ES; comitê já mobiliza treinamento em toda costa capixaba

De acordo com os técnicos que acompanham o deslocamento da mancha, ainda não é possível afirmar que os vazamentos vão atingir o estado, mas também não dá para descartar essa hipótese

Fragmentos da mancha de óleo que atinge a costa brasileira foram encontrados no último domingo (3) na Praia de Costa Atlântico, em Nova Viçosa, na Bahia, de acordo com o Ibama. O balneário fica a 55 quilômetros da divisa com o Espírito Santo, na localidade conhecida como Riacho Doce.

De acordo com os técnicos que acompanham o andamento da mancha, ainda não é possível afirmar que os vazamentos vão atingir o estado, mas também não dá para descartar essa hipótese. Um relatório do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) avalia que a mancha pode chegar até o norte do Rio de Janeiro.

“Nós aqui no Espírito Santo precisamos estar preparados para mitigar os impactos da mancha. Já há equipes capacitadas em Conceição da Barra, São Mateus, Linhares, Aracruz e Fundão. É importante ter esse preparo, porque os estudos feitos até agora mostram que os impactos não são permanentes, já que o óleo ele chega às praias em placas, facilitando a remoção. O perigo maior é que os fragmentos dessas placas cheguem até os rios, onde há mais pedras e essa remoção se torna mais difícil”, afirma o superintendente regional, Diego Libardi.

Nesta segunda-feira (4), agentes que trabalharam na retirada do óleo no Nordeste vão dar uma oficina de capacitação na Grande Vitória. Nos próximos dias também haverá cursos nos municípios do Sul do Espírito Santo.

“Não há confirmação de que o óleo vai chegar aqui. Existem correntes de inversão próximas da divisa com o Espírito Santo que podem afastar esse material da costa ou corais que podem absorver esse conteúdo em Abrolhos. Mesmo que chegue, a tendência é que venha em menor quantidade, já bem fragmentado. De qualquer forma, é preciso estar preparado”, conclui Libardi.

Fonte: Folha Vitória

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*