Majeski indica sonorização das salas para poupar voz do professor

Professor com mais de 30 anos de experiência em sala de aula, atuando nas redes pública e particular de ensino, o deputado estadual Sergio Majeski (PSB) efetivou mais uma proposta para melhorar as condições de trabalho dos professores da rede estadual.

Os deputados estaduais aprovaram a Indicação 2576/2019, de autoria de Majeski ao Governo do Estado, para aquisição de kits com microfone, amplificador de voz e caixa de som portátil para dar suporte às aulas nas escolas estaduais.

“É fundamental que o Governo pense seriamente nisto. Os problemas com a voz são frequentes, comprometendo a saúde e o trabalho dos professores. É comum ter que falar muito alto durante as aulas, por conta da acústica ou para superar barulhos diversos, internos ou externos das salas. O investimento é positivo não só para o trabalho dos professores, mas também para o próprio Estado, pois muitas vezes o profissional precisa se afastar por longos períodos por causa de rouquidão e outros problemas na voz”, destaca o deputado Majeski.

O dia a dia nas salas de aula exige o uso constante da voz, uma ferramenta de trabalho numa rotina diária de oito horas ou mais, que pode causar doenças ocupacionais e problemas recorrentes, como calos nas cordas vocais, perda da intensidade da voz, rouquidão, ensurdecimento, cansaço e fadiga.

A situação é constatada durante as visitas que o deputado Majeski realiza nas unidades da rede estadual de ensino. Ao todo, já são 270 escolas que o parlamentar foi conhecer de perto a realidade, conversando com alunos, professores e outros profissionais da educação.

Na mesma sessão em que foi aprovada a indicação para sonorização das salas de aula, Majeski reforçou também a necessidade de outro investimento essencial, que é a climatização das salas.

“Com esse calor constante, tornou-se fundamental. Não é luxo, é uma questão de necessidade. A instalação de ar-condicionado na sala de aula melhora a performance do professor, a atenção do aluno e a disciplina no ambiente. Faço esta defesa por conhecimento de causa. É facilmente perceptível a evolução numa sala climatizada”, finaliza Majeski. Foto: Leonardo Tononi

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*