Publicidade

KENNEDY: Polícia Civil faz a limpa na “roça” e leva seis bandidos em cana, todos com envolvimento no tráfico

O recado do delegado é claro, sem trégua para a criminalidade.

O tráfico não dá trégua e a Polícia Civil também não. Enquanto gira o movimento, as investigações são realizadas e as operações organizadas. Na manhã desta quinta-feira, 08, 39 agentes entre policiais civis, militares, da Força Tática e guardas municipais prenderam cinco homens e uma mulher nas comunidades de Jaqueira, Marobá e Leonel.

A Polícia Civil do Espírito Santo, através da Delegacia de Polícia de Presidente Kennedy realizou a Operação Loop II, com apoio das Delegacias de Itapemirim e Marataízes, Força Tática da Nona Cia/Ind da PMES, Guarda Municipal de Presidente Kennedy e Guarda Municipal de Marataízes (Romu e K9).

De acordo com o delegado, titular da Delegacia de Presidente Kennedy, a operação visou desbaratar a associação criminosa de tráfico de drogas da localidade de Jaqueira, além de atacar o comércio de drogas em Marobá e Leonel. Foi preso, por meio de mandado de prisão temporário, o líder do tráfico em jaqueira, que foi preso na divisa do Estado, após a central de videomonitoramento da cidade flagra-lo tentando ir para o Estado do Rio de Janeiro, além de outros três integrantes do grupo, sendo dois por mandado de prisão e outro por prisão em flagrante. “Além disso, foi preso em flagrante um traficante de Marobá, com vasta quantidade de drogas, comparsa do principal nome do tráfico naquela localidade, cujas casas foram alvos de busca”.

Destacou também o delegado que houve também prisão de um conhecido traficante do canto dos Sedano, em Leonel, que tinha ido para o Estado do Rio de Janeiro, mas retornou com a prisão de outro traficante em Kennedy há cerca de 15 dias.  “O foco principal da operação foi combater o tráfico de drogas e impedir a entrada de facções na cidade”.

Os detidos foram levados para o Centro de Detenção – CDP Provisória de Marataízes e Centro de Detenção feminino de Cachoeiro, onde aguardarão o término das investigações, à disposição da Justiça.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *