Publicidade

Itapemirim festeja 197 anos da Padroeira Nossa Senhora do Amparo

Hoje é dia da Padroeira de Itapemirim Nossa Senhora do Amparo, são 197 anos. A cidade já comemorou os 206 de Emancipação

A Festa em Itapemirim neste dia 08 em homenagem a sua padroeira começou logo cedo com Missa às 10h00. Às 11h30 pelo centro da cidade houve a carreata com a imagem de Nossa Senhora do Amparo. Quando o sino ssou às 12h00, o almoço comunitário. Às 15, às 17 e às 19h00 missa a padroeira mna matriz, no centro da Vila.

Porém é preciso entender por que neste dia 08 tantas pessoas confundem com o dia da Emancipação Política, dois momentos importantes da cidade e distintos.

Como se sabe, a história de Itapemirim é mesmo recheada de muitos contos e causos, e as datas comemorativas, muitas das vezes confundem os moradores, vizinhos e jornalistas. Neste dia 08 de setembro, Itapemirim não comemora aniversário de Emancipação Política, e sim festeja o dia da sua Padroeira, Nossa Senhora do Amparo.

Um enredo tão carregado de acontecimentos que marcaram a história Itapemirim, rico em detalhes. Imagine que a comemoração da Emancipação já ocorreu no dia 27 de junho, quando a cidade completou 206 anos, data que marcou o desligamento de Guarapari, que por sua vez, pertencia a Vila Velha.

Foto do arquivo do historiador Luciano Moreno – 1930

Mas, por que, neste dia 08 de setembro na cidade é feriado e também se comemora o seu dia? Tudo não passa de uma confusão que é esclarecida pelo historiador, Luciano Retore Moreno. “A data da emancipação de Itapemirim é 27 de junho, nós completamos 206 anos de Emancipação Política, dia 08 de setembro é a festa da padroeira do município, Nossa Senhora do Amparo”, explicou.

Igreja Nossa Senhora do Amparo – arquivo Luciano Moreno

De acordo com Retore, em 1915 quando Itapemirim fez 100 anos de Emancipação, o prefeito da época, Washington Pinheiro Meirelles decretou feriado neste dia. “Não sei qual administração depois fundiu a data da emancipação com o dia da padroeira. É uma situação muito parecida com Cachoeiro. A Emancipação de Cachoeiro é 25 de março, no entanto, se comemora junto com São Pedro, 29 de junho. Cachoeiro tem um motivo: foi para associar a festa do município às férias escolares, com intuito promover a volta dos cachoeirenses que estavam ausentes. Aqui, falta descobrir ainda qual prefeito que suprimiu este feriado e o motivo dessa ação, mas a data da Emancipação é uma, nós já comemoramos os 206 anos e estamos comemorando hoje a Festa de número 197, em homenagem a Nossa Senhora do Amparo”, salientou o historiador.

O historiador ressaltou também que Itapemirim surgiu por volta de 1700 quando chegaram uns baianos e fundaram uma fazenda de açúcar chamada Fazenda Caxangá. O líder desta expedição acabou desbravando e se fixando nas terras de Itapemirim, Domingos de Freitas Boeno Caxangá.

Por volta de 1760 chegaram uns mineradores de Castelo fugidos dos índios que os atacavam constantemente, eles e se estabeleceram na parte baixa de Itapemirim, aumentando a povoação que já existia, próximo a antiga Câmara de Municipal, à margem do rio, onde possivelmente surgiu a Vila.

Luciano frisou que em 1776 Itapemirim passou a ficar ligado a Guarapari que, por sua vez, era ligado a Vila Velha. Em 1815, o príncipe regente, D. João, pai de D. Pedro I, esse D. João que viria se tornar D. João VI depois que sua mãe, Dona Maria, a rainha, morreu. Até então ele era um príncipe regente. “São 206 desta emancipação. A paróquia que é uma instituição muito mais ampla, religiosa, foi criada em 1769, antes da povoação se tornar independente, antes de Itapemirim está ligado a Guarapari. São 206 anos, o pessoal confunde muito aqui as datas, semelhante ao que ocorre em Cachoeiro, com a confusão a data da festa da cidade com a data da emancipação política. Dia 08 de setembro é a festa em homenagem à padroeira da cidade, emancipação é outra coisa”, assegurou.

O historiador afirmou que a festa de Nossa Senhora do Amparo ocorre desde 1824, são 197 anos. “ Há uma confusão da festa da padroeira com a festa da emancipação, a maioria das pessoas não sabe disso ainda.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade