EXCLUSIVO: pescador afirma que socou o vereador de Anchieta para defender a honra da família e Beto desmente em vídeo

A Reportagem conversou com o pescador com exclusividade para saber se ele teria dado os tapas na cara do vereador, uma vez que, Beto ligou para o jornal ameaçando processar a jornalista pois a notícia era fake news

O pescador – que tem o nome preservado nesta edição – envolvido na cena com o vereador falou com exclusividade à Reportagem, frisou que o episódio envolvendo o vereador de Anchieta, Beto Caliman – DEM, é lamentável, mas precisava defender a honra da mulher. “Ele nunca deveria ter chamado a minha mulher de puta, ele nem a conhece, por isso soquei no nariz dele”, afirmou.

O pescador ressaltou que trabalha na profissão desde que se entende por gente. E nunca teve qualquer desentendimento no Mercado, mas a situação chegou ao limite. Perguntado quantos tapas teria deferido no rosto do vereador, ele disse que foi uns cinco, que ficou indignado com a falta de respeito de Beto.

Já em relação a faca que testemunhas afirmaram que Beto sacou e foi em direção ao pescador, ele disse que não se lembra.

No cais o assunto era o vereador

Informações apuradas in loco dão conta de que o vereador Beto Calimam chegou a Praça por Volta das 10h00. Várias mesas foram juntadas para uma turma beber e saborear peixe assado no bafo. Antes da confusão, o vereador teria chamado um pescador de “viado”, mas este tirou por menos e ainda deu um beijo em Beto.

Mas o vereador, segundo a fonte, teria até a desrespeitado, tendo usado palavras de sedução para com ela (cantadas), mesmo sabendo que a mesma é comprometida.

Por volta das 16h00, iniciou a confusão, começou um quebra-quebra de copos e garrafas. “Só vi quando o pescador deu uns três socos na cara dele, jogando os óculos no chão a distância. Super homem foi quem segurou ele e não deixou que Beto apanhasse mais”, comentou a testemunha que não será revelada.

O pescador Walace Garcia, residente no balneário de Inhaúma contou que houve a confusão entre o colega dele e Beto Calimam. “Beto ofendeu meu primo, inclusive xingou minha prima. Isto não é postura de um vereador, para mim é um horror, os tapas na cara ele mereceu e muito mais, se dependesse de mim daria duas vezes mais tapas na cara dele”, afirmou Walace.

Vereador muito macho, não gosta de gay


No final da noite de sábado, o Vereador de Anchieta, Beto Caliman gravou um vídeo e postou nas redes sociais afirmando que o pescador, Nani, de Inhaúma é primo do vereador Geovane Meneguelle, vice-presidente da Câmara de Anchieta, que estaria há alguns dias o assediando sexualmente, como ele é hetero, ressaltando, muito macho, não gostou, esse teria o mote da confusão no Mercado de Peixe. Beto afirma no vídeo que não levou nenhum tapa na cara.
Confira o vídeo clicando na imagem abaixo.

Vereador ameaça jornalista ao invés de explicar o fato

A Reportagem foi a Praça dos Imigrantes, no Cais de Anchieta para apurar a informação depois de receber uma ligação do vereador Beto Caliman, transtornado, ameaçando processar a jornalista responsável pelo veículo. Disse que não era verdade a notícia de que ele havia sido agredido.

Em seguida, o assessor dele, Anilson Ferreira, também ligou para Luciana Maximo pedindo que a mesma retirasse a notícia do site, justificou que o vereador não tinha sido agredido, apenas se envolvido em uma confusão. “Pode confirmar com sua fonte que eu ouvi três pessoas, e o próprio vereador também, disse que não teve tapa. Teve confusão, puxa para lá, puxa para cá, agarra aqui, agarra lá e tem a turma do deixa disso também, ele não levou nem garrafada”.

A Reportagem indagou o assessor: “mas o vereador estava com uma faca? “Não teve faca, não teve nada. Teve empurra para lá, empurra pra cá, puxa cabelo, aquele negócio”, afirma Anilson.

Luciana continua? Mas o vereador chamou o pescador de corno? “Não teve nada disso, ele não chamou o cara de corno”.

O assessor justificou a confusão entre o vereador e o pescador por conta de uma situação em que Beto teria denunciado na Câmara os atravessadores da pesca. “Ele está defendendo os pescadores contra atravessadores”.

A jornalista sugeriu ao assessor que ele escrevesse uma nota oficial e enviasse ao jornal. “Excelente, nota, mas eu aconselho a você a tirar a matéria, vai gerar processo”, disse.    

Só no fim da noite, o vereador veiculou o vídeo acusando o pescador de ter dado em cima dele, e que o deixou nervoso, pois ele não é homossexual.

A NOTÍCIA: vereador de Anchieta apanha na cara no Mercado de Peixe

O vereador Beto Caliman (DEM) de Anchieta se envolveu em uma confusão, na tarde deste sábado, 10, no entorno do Mercado de Peixe, próximo ao cais do Rio Benevente. Beto teria levado uns “tapas na cara” e só não apanhou mais porque um grupo de pessoas segurou o agressor que ficou possesso após ter sido chamado de corno pelo vereador.

Quem conhece Beto sabe que ele não tem travas na língua e não é a primeira vez que ele ofende alguém. A título de exemplo ele já ofendeu a própria jornalista a quem ele também já conferiu uma comenda na Câmara pelos serviços prestados no jornalismo. Com este hábito de ofender as pessoas, este sábado ele acabou se dando mal e por pouco ele não acabou tomando uma coça maior. O primo do pescador que o agrediu disse que se estivesse na hora do fato, o vereador teria apanhado duas vezes, pela tamanha falta de respeito com a mulher do pescador.

A plateia assistiu tudo na Praça. Na hora do fato, segundo informações, o Mercado estava fervendo.

A Polícia Militar – PM informou que ainda não acesso a esta informação.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*