Estudantes aprendem sobre sustentabilidade em experiência de realidade virtual

Eles participaram do projeto Nave BRK Ambiental, nesta semana

Nesta semana, alunos de escolas municipais de Cachoeiro aprenderam sobre os benefícios do saneamento básico e a importância das atitudes sustentáveis no cotidiano a partir de uma experiência de realidade virtual, oferecida pelo projeto Nave BRK Ambiental.

Na nave, um ônibus especialmente equipado para a experiência que ficou estacionado na Praça Jerônimo Monteiro na segunda (4) e nesta terça-feira (5), os estudantes do 4º e 5º anos das escolas “Oscar Montenegro Filho”, “Profª Juracy Cruz”, “Maria das Dores Pinheiro do Amaral”, “Anacleto Ramos”, “São Francisco de Assis”, “Luiz Pinheiro”, “José Taveira dos Santos” e “Oswaldo Machado” puderam conhecer melhor conceitos de sustentabilidade e cidadania planetária, além de dados sobre o saneamento no Brasil.

Acomodados em poltronas instaladas no interior da nave, os alunos colocaram os óculos de realidade virtual. A partir desse momento, é iniciado um voo por um rio, onde os navegantes se deparam com uma série de situações que estimulam reflexões sobre o consumo de água; o abastecimento das cidades; a destinação ideal do esgoto; a importância da reciclagem e da preservação ambiental; os perigos do acúmulo de água parada e do descarte incorreto de resíduos; além de provocações para estimular a adoção de atitudes de consumo consciente.

A professora Ketly Olmo, da escola “Oswaldo Machado”, destacou que a ação serviu como aula de campo, visto que as atividades funcionaram como revisão dos conteúdos ensinados em sala de aula. “Essa iniciativa ajudará na fixação dos que eles estão aprendendo. Eles ficaram muito animados”, afirma.

“É uma experiência diferente, que enriquece o aprendizado, tornando-o mais divertido”, ressalta a gestora da escola “José Taveira dos Santos”, Cíntia Pessini.

“Essa oportunidade potencializa os conteúdos já estudados em sala de aula pelos estudantes, além deles vivenciarem uma experiência riquíssima com o suporte tecnológico da navegação simuladora”, avalia a secretária municipal de Educação, Cristina Lens.

Nesta semana, alunos de escolas municipais de Cachoeiro aprenderam sobre os benefícios do saneamento básico e a importância das atitudes sustentáveis no cotidiano a partir de uma experiência de realidade virtual, oferecida pelo projeto Nave BRK Ambiental.

Na nave, um ônibus especialmente equipado para a experiência que ficou estacionado na Praça Jerônimo Monteiro na segunda (4) e nesta terça-feira (5), os estudantes do 4º e 5º anos das escolas “Oscar Montenegro Filho”, “Profª Juracy Cruz”, “Maria das Dores Pinheiro do Amaral”, “Anacleto Ramos”, “São Francisco de Assis”, “Luiz Pinheiro”, “José Taveira dos Santos” e “Oswaldo Machado” puderam conhecer melhor conceitos de sustentabilidade e cidadania planetária, além de dados sobre o saneamento no Brasil.

Acomodados em poltronas instaladas no interior da nave, os alunos colocaram os óculos de realidade virtual. A partir desse momento, é iniciado um voo por um rio, onde os navegantes se deparam com uma série de situações que estimulam reflexões sobre o consumo de água; o abastecimento das cidades; a destinação ideal do esgoto; a importância da reciclagem e da preservação ambiental; os perigos do acúmulo de água parada e do descarte incorreto de resíduos; além de provocações para estimular a adoção de atitudes de consumo consciente.

A professora Ketly Olmo, da escola “Oswaldo Machado”, destacou que a ação serviu como aula de campo, visto que as atividades funcionaram como revisão dos conteúdos ensinados em sala de aula. “Essa iniciativa ajudará na fixação dos que eles estão aprendendo. Eles ficaram muito animados”, afirma.

“É uma experiência diferente, que enriquece o aprendizado, tornando-o mais divertido”, ressalta a gestora da escola “José Taveira dos Santos”, Cíntia Pessini.

“Essa oportunidade potencializa os conteúdos já estudados em sala de aula pelos estudantes, além deles vivenciarem uma experiência riquíssima com o suporte tecnológico da navegação simuladora”, avalia a secretária municipal de Educação, Cristina Lens.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*