Em quatro anos, Prefeitura de Piúma deve economizar mais de R$1.6 milhões com salários de secretários

São três secretarias a menos, e a de Assistência Social é ocupada pelo vice-prefeito que, recebe o salário dele

Das 18 secretarias Municipais em Piúma, três foram extintas e uma, e a de Assistência Social é ocupada pelo vice-prefeito, Pastor Ezequias. O corte nas secretarias deve gerar diretamente só de salários de secretários R$33.647.24 por mês, sendo em 12 meses uma quantia estimada de R$403.766.88.

Vale ressaltar que cada secretaria possui outros servidores de apoio, como motorista, recepcionista, chefe entre outros, a quantia economizada pode ultrapassar a casa dos R$500.000.00 por ano. O que representa muito nos cofres públicos, em quatro anos, pelo menos R$1. 600 milhões.

A secretaria de Administração está junto com a Fazenda e Finanças, a de Turismo, responderá pela Cultura e Esporte, a de Meio Ambiente responde também pelo Desenvolvimento tendo Dr. Gustavo Meireles a frente da pasta.

Além das secretarias fundidas, Educação, Saúde, Obras e Serviços Urbanos, Agricultura e Pesca, Governo, Planejamento, Controladoria e Procuradoria.

A Prefeitura de Piúma, segundo informações do secretário de Desenvolvimento Econômico, Dr. Gustavo Meireles tem do orçamento 48% comprometido com a folha de pagamento. Aproximadamente mil servidores efetivos e 200 comissionados.

Para reduzir ainda mais a folha de pagamento será feito um levantamento dos servidores aposentados que atuavam em cargos gratificados, e possivelmente estes servidores serão desligados. O objetivo da gestão é enxugar a folha, fazer funcionar os serviços e valorizar o servidor público.  

A estimativa de receita previsto para 2021 é de 70.743.800,00, se a Prefeitura pagar metade com servidor terá pouco mais de R$35 milhões para cuidar da cidade.  O prefeito está preocupado com os números.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*