Publicidade

Duas pessoas morrem após queda de helicóptero em Vila Velha

O piloto Octavio Schneider Queiroz, 68 anos, e sua namorada Lucimara Poleto, 52 anos, morreram na queda da aeronave na manhã desta quarta (06)


Foto/ Leitor da Folha Vitória

Um helicóptero caiu na manhã desta quarta-feira (06) na região do bairro Riviera da Barra, em Vila Velha, próximo ao Aeroclube do Espírito Santo. Morreram na queda o piloto e proprietário da aeronave, Octavio Schneider Queiroz, 68 anos, e sua namorada Lucimara Poleto, 52 anos.

Em entrevista ao Balanço Geral, o capitão Pedroni, do Corpo de Bombeiros,  informou que o helicóptero saiu de Guarapari. No momento da queda, pessoas próximas à área do acidente fizeram os primeiros atendimentos. “Foram 50 minutos de reanimação. Tinha médico e enfermeiros no local, mas não foi possível reanimá-las”, informou. “O piloto era muito experiente. Somente esta perícia especializada, feita pela Aeronáutica, irá determinar as causas”, destacou.

Em nota, o Corpo de Bombeiros informou que foi acionado para atender a ocorrência envolvendo a aeronave, por volta das 10h30, no bairro Riviera da Barra, em Vila Velha. De acordo com populares, um helicóptero que sobrevoava o local caiu em um terreno. Duas vítimas estavam a bordo, sendo o piloto e uma passageira, que já haviam sido retirados pelos moradores de dentro da estrutura quando as equipes chegaram. 

O Samu também foi ao local e prestou atendimento às vítimas, que estavam em situação grave e não resistiram, vindo a óbito. Não houve incêndio após a queda. A Polícia Civil também foi acionada. 

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que a aeronave estava com o registro regularizado.  As causas do acidente serão investigadas por integrantes do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), que virão do Rio de Janeiro.

Um dos moradores da região afirma que escutou um barulho muito forte no momento do acidente. E ao chegar na rua, viu a aeronave caída e uma das vítimas desacordada do lado de fora. Ele ainda revela que a aeronave estava se preparando para pousar no momento em que caiu. 

O que diz o Cenipa

Por meio de nota, o Cenipa informou que investigadores do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA III) foram acionados para realizar a coleta de dados da ocorrência.

Segundo o órgão, o objetivo da investigação é prevenir que novos acidentes com características semelhantes ocorram. “A necessidade de descobrir todos os fatores contribuintes garante a liberdade de tempo para a investigação”, informou a nota do Cenipa.

O órgão ressaltou ainda que a conclusão da investigação terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade do acidente.

Área do Exército

Por meio de nota, o Exército informou que o helicóptero caiu em uma área militar. Segundo a nota, encaminhada pela seção de Comunicação Social do Comando Militar do Leste, o local do acidente é o Campo de Instrução do 38º Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro.

Ainda segundo a corporação, militares do Exército permanecem no local, guarnecendo os destroços da aeronave até a chegada da equipe da Força Aérea Brasileira (FAB), que realizará a perícia técnica.

De acordo com o Exército, informações sobre as vítimas e as circunstâncias do acidente podem ser obtidas junto aos órgãos de segurança pública e da FAB, respectivamente.

Fonte: Folha Vitória

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade