CRUELDADE: homem é preso ao confessar assassinato de idoso de 62 anos morto com golpes de foice

O crime foi cometido em março de 2019. O motivo foi uma briga por causa de hidrômetro

Um homem de 47 anos confessou à polícia que matou um idoso de 62 anos no dia 28 de março deste ano, em Aracruz, depois de uma briga por causa de um hidrômetro. Valdir Telles da Silva, disse ser o responsável pela morte do empresário José Almeida. 

O detido foi indiciado por homicídio e encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Aracruz (CDPA). “Na época dos fatos, este caso provocou grande comoção na sociedade de Aracruz, pela forma cruel como ocorreu, com a utilização de uma foice para cometer o crime”, relembrou o titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Aracruz, delegado Nilton Abdala.

De acordo com as investigações, o crime ocorreu após uma discussão por causa da instalação de um relógio de água. “O autor relatou que comprou um terreno da vítima, onde passou a residir, e a água foi cortada. Ele alega que os dois tiveram várias discussões por causa disso e quanto a vítima foi até o imóvel instalar o hidrômetro, eles brigaram novamente, e o autor acabou matando o empresário”, explicou o delegado.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*