BYE BYE IÚNA: coronel Welinton exonera controlador e mais três da equipe e parece que tem mais 20 comissionados na lista

O texto é de opinião, não se trata de notícia, muito menos reportagem.

Até que enfim, dizem alguns aliados do coronel Weliton, prefeito de Iúna, ele decidiu começar o ano de 2020 livre para ser apedrejado pelos que torcem para o fracasso da gestão e a ruína da cidade, os mesmos que dizem mentirosamente amar o município.

Dois dias antes da grande virada de década, 30/12, o coronel assumiu o comando da locomotiva e deu um trampo que pegou a todos de surpresa. Em uma só talagada desmontou toda a sua controladoria e exonerou a equipe inteira, desde o controlador, o excelentíssimo senhor Antônio Gonçalves Júnior, aos membros da controladoria interna: ilmo senhor Alan Mariano, o ilmo senhor Romário Antônio e a ilma senhora Graciely Silva.

Tempestades grossas devem cair pelas montanhas e planícies da terra do Rio Pardo, certamente, a coragem do coronel neste momento em que a locomotiva trilha rumo a eleições em breve, exonerar um time inteiro é o prenúncio de que mais águas devem rolar entre as escuras do Pardo Rio.

Dizem que há uma lista e 20 nomes que estão grifados. É arriscar tudo de uma vez, aliás, já deveria ter o coronel colocado à disposição os nobres senhores e outros que jogam em posições duvidosas na gestão em que todos deveriam comungar de uma mesma linguagem só. Ponto final para quem come a carne e depois vomita…

Na verdade, o coronel pegou todos de surpresa às vésperas do réveillon, com esta decisão, que, para os que caminham com ele e falam línguas idênticas, foi ótima a notícia. Ano novo, sangue novo!

Por volta das 17h00, o coronel, chamou o procurador-geral em sua sala e 30 minutos depois deu a ordem para executar a portaria de exoneração. Coragem!

Se bem que, por lá, embora a paisagem seja sempre linda, verde e o cheiro exala dos cafezais e das canecas, a foto não estava no ângulo.

Traidores no meio da cúpula precisavam ter a “cabeça decepada”, deixar o time, antes que se descarrilhasse sem rumo a locomotiva, a mesma que encontrou a estação há três anos, depois de trazer uma nova mensagem ao povo, sedento por um novo tempo que a farra fosse colocada longe do velho palácio.

Ouve-se nos bastidores que as esperanças de que estes pobres viajantes que desceram juntos da gestão nesta segunda-feira estariam fora da locomotiva já haviam se perdido. Mas de repente, num rompante o coronel percebeu que ainda tem muitos passageiros que precisam soltar antes do ponto final.

Ano novo, novo time, dia 02 toma posse nova controladoria e Iúna conhecerá estes nomes. E pode ter certeza, povo do Rio Pardo, pedras ainda ameaçam e vão rolar já nos primeiros dias da nova década. Quem sabe o ilmo senhor secretário de Gestão e o de Educação. Olha que rima! Não há nenhum poema de amor nestas duas pastas. É bem provável que depois de ter sido finalizado o transporte escolar, o comandante da pasta se despeça da viagem.

Estava passando da hora desse povo que está nessa função há uns três mandatos e ninguém até hoje teve coragem de exonerar deixar a locomotiva. E quem acha que vai continuar se beneficiando do poder público e fingindo que trabalha, ainda dá tempo, talvez de mudar de atitude.

A ilma senhora da lista que já se despediu é esposa do vereador de oposição, que bate mais no coronel que Gabi Gol em suas belas jogadas. Vereador este que, dizem, quando foi secretário de Saúde usava o cargo em benefício próprio, tomara que isto seja só blefe de oposição.

O senhor controlador, parece que mudou da água pro vinho. Nas gestões passadas passava todo tipo de aberrações, no governo Weliton tudo é motivo de notificações e denúncias.

Boa virada Iúna, vamos que vamos rumo a uma nova década. Brindemos o sucesso do povo que precisa ser respeitado os 365 dias, sem armações silenciosas e dupla linguagem. Despedimos do ano com esta notícia. BYE BYE!

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*