Publicidade

BEBERAM TRÊS DIAS JUNTOS, discutiram, um deu um tapa na cara do outro, que revidou com um tiro e matou o colega de copo

O aposentado confessou o crime, a arma foi apreendida e ele conduzido ao Centro de Detenção Provisória – CDP de Marataízes

Não existe motivo para ninguém tirar a vida do outro, e ninguém tem este direito, mas o álcool acaba sempre sendo o vilão na hora de um crime, e foi exatamente o que ocorreu em Itaipava, na tarde desta quinta-feira, 12, Reginaldo de Freitas, 44 anos, foi assassinado com um tiro depois de beber com o aposentado tres dias consecutivos.

O pano de fundo para este homicídio é o seguinte: dois homens em situação de rua estavam bebendo juntos há três dias entre os balneários de Itaoca e Itaipava, um aposentado de 60 anos, tinha na cintura um revolver 32 que disse ao delegado de Itapemirim, Dr. Djalma Pereira Lemos que comprou no Rio de Janeiro há mais de um ano. Ontem depois da cara cheia eles discutiram e Reginaldo deferiu na face do aposentado um tapa, foi o estopim para ele sacar do 32 e apertar o gatilho. O amigo que bebia junto caiu mortinho no chão.  

O homicídio aconteceu próximo as pedras, na divisa entre a Praia de Itaoca e Itaipava, por volta das 14h30, em plena luz do dia e, moradores e banhistas se assustaram com o disparo que tirou a vida de Reginaldo, que morreu no local.

Logo após assassinato, a polícia agiu rapidamente e, com imagens do sistema de videomonitoramento, conseguiu localizar e prender o autor o aposentado que estava numa obra abandonada.

Após preso, o homem  confessou o crime e afirmou que teve uma discussão e que há semanas estava sendo provocado pela vítima, o que provocou o desentendimento resultando no homicídio.

O assassino confesso foi encaminhado para a Delegacia Regional de Itapemirim, onde foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio.

A perícia técnica da Polícia Civil – PC removeu o corpo de Reginaldo ao Serviço Médico Legal – SML de Cachoeiro de Itapemirim. Se aparecerem os familiares de Reginaldo o corpo será liberado para sepultamento, senão dentro do prazo legal, a Prefeitura de Cachoeiro faz o sepultamento do pop-rua.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade