Publicidade

XILINDRÓ: preso servidor da Prefeitura de Itapemirim com arma, munição e carro roubado

Acabou em cana um servidor da Prefeitura de Itapemirim preso na tarde de quinta-feira (09) por porte ilegal de armas de fogo e receptação de carro roubado

O servidor foi abordado na reta da Marinha entre o Pontal e Itaoca

Pode até ser gente boa o rapaz, mas acabou em cana e deu muito ruim para um servidor da Prefeitura de Itapemirim que teria estacionado um veículo roubado no estacionamento de um supermercado em Itaipava. Para seu azar, o carro foi visto por policiais militares da Força Tática da Polícia Militar –PM que o denunciou, acabou interceptando na reta da Marinha, entre o Pontal e Itaoca, foi preso.

Para piorar a situação do servidor de 45 anos, na hora da abordagem policial ele estava acompanhado da esposa, de 42 anos, e dirigia uma caminhonete Hillux e na bolsa dela foram encontradas uma pistola e munição. Na abordagem ela tirou por menos e contou aos policiais que o marido havia entregue a ela uma sacola para guardar, porém, não tinha menor ideia do que tinha dentro. Acabou algemada e conduzida junto com ele à Delegacia da Polícia Civil para explicar direitinho ao delegado.

O emprego do servidor já foi para as “cucuias” desde o dia 03 de setembro, embora o Diário Oficial tenha sido publicado somente na data deste dia 10.

A polícia encontrou com o servidor documentação de um Jeep Renegade com restrição de furto e sinais de falsificação. No meio da ocorrência, enquanto os PM’s apuravam o delito, a Polícia Rodoviária Federal – PRF confirmou a clonagem do Jeep Renegade e outra denúncia encrencava mais o servidor, estaria armado.

As imagens das câmeras do videomonitoramento do sistema do cerco tático de Itapemirim e Marataízes conduziram os passos do meliante que apontaram a Polícia todo o percurso percorrido pelo sujeito detido, o que facilitou a abordagem na hora exata.

O servidor para não deixar a esposa pagar por um crime que não era dela, revelou aos policiais sobre a munição que estava na bolsa dela, era dele. E para completar o BU contou que tinha também uma pistola em seu sítio, na localidade de Santo Amaro, no interior do município.

Durante a ocorrência, um amigo do servidor público, de 20 anos, foi surpreendido pela polícia quando ia pegar o Jeep Renegade para abastecer, segundo ele a pedido da esposa do proprietário. Acabou indo para a Delegacia também, sorte que provou que não era dele, foi liberado, bem como a esposa do servidor.

No Jeep foram encontrados um carregador de pistola 9 mm e uma munição picotada.  Após essa constatação, a equipe policial se deslocou até a residência do suspeito, onde foi autorizada a entrar pela filha do casal.

Na residência foram encontrados R$ 89 mil em dinheiro em um cofre. Já no sítio, em Santo Amaro, foi encontrada uma arma de fogo calibre 9mm com dez munições, sem documento de posse ou porte.

Diante das evidências, não sobrou outra rota a PM senão a Rodovia do Penedo até a delegacia de Itapemirim com todos os conduzidos para as devidas providências.

Na delegacia o servidor público foi ouvido e assumiu a propriedade do material ilícito, foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e receptação, sendo encaminhado ao Centro de Detenção Provisória – CDP de Marataízes.

O rapaz amigo do servidor surpreendido pela Polícia no estacionamento do supermercado e a mulher foram ouvidos e liberados.

Segundo a Polícia Civil, a liberação se deu porque o entendimento é de que não havia, naquele momento, elementos suficientes para lavrar o auto de prisão em flagrante, mas que o caso continua sob investigação.

A Prefeitura de Itapemirim emitiu nota oficial informando que o servidor não figura mais no quadro administrativo do município desde o último dia 3 de setembro, e que a sua exoneração será publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (10) com data retroativa.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade