Vitória/ES recebe oficina gratuita de percussão corporal e cantos tradicionais brasileiros

Do dia 17 a 20 de Janeiro, o Palácio da Cultura Sônia Cabral, localizado na cidade alta, em Vitória, receberá a oficina “Sons do corpo, vozes do Brasil”.

A oficina será ministrada por André Venegas (músico, ator, arte-educador e integrante do renomado grupo Barbatuques) e Kátya Teixeira (Cantora, instrumentista, compositora e pesquisadora da música popular brasileira) e são ofertadas 25 vagas gratuitas para músicos, técnicos e agentes da área (mediante seleção).

Ao todo, serão 16 horas com conteúdos que perpassam as linguagens da música corporal e do canto tradicional brasileiro, fazendo uma imersão nos costumes e na observação do corpo, na relação entre o ser humano e o meio ambiente. Assim, associando-se aos cantos tradicionais brasileiros e seus ritmos, inúmeras possibilidades surgem na junção corpo-voz.

De forma prática e coletiva, a oficina proporciona aos participantes a exploração e descoberta dos inúmeros sons produzidos pelo corpo: palmas, estalos, batidas, sapateados, recursos vocais entre outros; e a utilização deles na produção de ritmos e melodias.

As aulas possibilitam o desenvolvimento da capacidade rítmica e de improvisação, o aprimoramento da coordenação motora e o conhecimento de uma forma ampla de “musicalizar-se”. Músicos educadores podem enriquecer sua didática com elementos da percussão corporal e também incorporar todo o conhecimento na sua trajetória artística.

O aprendizado de diversos ritmos e dos jogos de improvisação estimula a capacidade de criar, ouvir e interagir em grupo. Além disso, a prática da percussão corporal trabalha a percepção musical. Aliado a este corpo percussivo a ser explorado, a oficina também realizará a imersão tanto histórica quanto prática dos diversos ritmos e manifestações presentes em nosso Brasil onde a voz é recurso fundamental para transmitir costumes e saberes. As aulas irão se enveredar por um passeio através de temas da tradição popular brasileira com cantos de trabalho, de festas, religiosos e pagãos de vários rincões do Brasil.

Além dessa oficina, será oferecida a oficina “Brincar de fazer som” em que será explorado os sons do corpo e as possibilidades da voz de forma a suscitar descobrimentos e ampliação de novos olhares e escutas desde cedo, buscando provocar um despertar musical/corporal para além das palmas, comumente utilizadas nas brincadeiras, utilizando-as de outras formas, com outros timbres e com novos elementos a serem aprendidos junto ao estímulo do canto.

“Brincar de fazer som” tem como público-alvo crianças (a partir de 9 anos) e adolescentes. Ao todo são oferecidas 15 vagas, a serem preenchidas por ordem de inscrição).

As oficinas são de realização do “Vozes, Violas e Violões”, produção de Dani Nogueira e Guilherme Silva, com recursos do Edital Nº 028/2020 – Setorial de Música, FUNCULTURA/SECULT- ES.

As inscrições podem ser feitas no link a seguir: https://linktr.ee/vozesviolasevioloes

Oficina “Sons do Corpo, Vozes do Brasil”
Data: 17 a 20 de Janeiro.
Horário: 14h às 18h.
Vagas: 25 (mediante seleção).
Público-alvo: músicos, técnicos e agentes da área.

Oficina “Brincar de fazer som”
Data: 18 de Janeiro.
Horário: 09h às 11h.
Vagas: 15 (Ordem de inscrição).
Público-alvo: crianças* e adolescentes.
*A partir de 9 anos.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade