Vargem Alta: Câmara resgata Prêmio Mulher em Ação e faz homenagem para cidadãs destaque

No dia em que se comemorou o Dia Internacional da Mulher, 8 de março, última segunda-feira, a Câmara Municipal de Vargem Alta realizou uma sessão ordinária e, logo após, uma Sessão Solene para comemorar a data.

É a segunda vez, na história do Poder Legislativo Vargem-Altense, que a data é comemorada na cidade. A Primeira ocorreu no ano de 2005, quando o então presidente da Casa de Leis, o ex-vereador e ex-prefeito João Bosco Dias, o Bosquinho (PSB), instituiu o Prêmio Mulher em Ação, homenageando a primeira dama da cidade, a médica Andréa Mansur.

Desde então, o Prêmio instituído pelo Decreto Legislativo nº 55/2005, não foi mais concedido a nenhuma mulher Vargem-Altense, retornando este ano, com novo formato e a realização de uma Sessão Solene, para homenagear mulheres que se destacam na sociedade.

E a ocasião foi propícia para o resgate desta honraria para as mulheres da cidade. A Câmara de Vargem Alta é a que mais elegeu mulheres no Estado do Espírito Santo, quatro no total, o que corresponde a um percentual superior a 36% das vagas, estando bastante acima até média nacional, que é de cerca de 10%.

Além desta representatividade feminina, e Câmara de Vargem Alta ainda é presidida pela primeira vez por mulher e tem a mesa diretora comporta exclusivamente por representantes do sexo feminino.

O resgate do Prêmio Mulher em Ação ocorreu em grande estilo, com homenagens para cinco representantes da sociedade, nos seguimentos, Educação, Saúde, Direitos Humanos, Política e Comunidade, que foram escolhidos através de indicação pelos Conselhos Municipais existentes em cada área.

As homenageadas foram: Justina Tecla Cricco Guidi (Educação); Madalenna Mazzocco (Saúde); Ana Ignês Cereza (Direitos Humanos); Glória Cecília Altoé (Política); e Maria Izabel David (Comunidade).

Prestigiaram a sessão, além dos vereadores, o prefeito Elieser Rabello (MDB), a primeira-dama Andrea Mansur, o vice-prefeito Alan Altoé (DEM) e sua esposa Camila Penaforte, a vice-governadora do estado, Jacqueline Moraes (PSB) e o deputado estadual Bruno Lamas (PSB).

Durante a sessão Solene, houve a realização de palestras, com a juíza de Direito Maria Izabel Pereira de Azevedo Altoé, com a advogada e ex-vereadora de Cachoeiro de Itapemirim, Renata Fiório, e a advogada e professora de direito Eliza Helena Galante, que explanaram assuntos referentes a mulher, da violência sofrida à sua participação na política e sociedade.

A presidente da Câmara Municipal, vereadora Alessandra Fassarella (PSB), disse estar realizada com o resgate desta importante honraria para as mulheres da cidade. “Um prêmio dessa magnitude, que reconhece a participação feminina no desenvolvimento da sociedade. De agora em diante vamos realizar anualmente a homenagem, manter as demais existentes e instituir outras, sempre com o intuito de reconhecer e valorizar as ações de pessoas que dedicam suas vidas para melhorar nossa cidade”, afirmou.

O prefeito de Vargem Alta, Elieser Rabello, disse que a cidade passa por um novo momento e a inserção das mulheres na política local mostra que é uma mudança que veio para ficar. Parabenizou a presidente da Câmara pelo trabalho que vem sendo desempenhado e falou que a cidade dispõe de muitas mulheres capacitadas para tocar a máquina pública, “tanto é que na atual gestão o município tem metade de seu secretariado composto pelo sexo feminino”.

Fazem parte da administração do emedebista: Daniela Ferraço (controladora-geral), Paula Paiva (procuradora-geral), Eliane Turini (Gabinete), Michele Sampaio (Educação), Camila Lorenzoni (Assistência e Desenvolvimento Social) e Loraine Baião (Instituto de Previdência).

O deputado estadual Bruno Lamas disse que a cada dia que passa, é mais apaixonado por Vargem Alta. “Vocês entraram para história do Estado ao eleger mulheres para comandar a Câmara. Temos muitos desafios para reduzir a violência contra as mulheres. Na Assembleia, estamos implantando a Comissão Permanente de Combate à Violência Doméstica e ao Feminicídio. Será uma importante conquista, inclusive para as mulheres daqui”, antecipou o deputado. 

A vice-governadora, Jacqueline Moraes, encerrou a fala das autoridades e fez uma explanação sobre violência contra a mulher e a luta de superação das “Empoderadas”, como ela costuma chamar as mulheres que lutam por direitos e fazem a diferença na sociedade. “O Espírito Santo quebrou tabu, tanto que hoje estou aqui como vice-governadora, a primeira da história, e Vargem Alta nos dá um belo exemplo com quatro mulheres eleitas e uma mesa diretora do Legislativo composta somente por mulheres. Tenho que parabenizar esses sete vereadores que nos proporcionaram as mulheres no comando da Câmara de Vargem Alta”, concluiu Jacqueline Moraes.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *