Publicidade

TRAGÉDIA: acidente entre moto e bicicleta mata aposentado e sargento da Marinha em Iconha

O acidente ocorreu por volta das 13h40, o sargento seguia de Cabo Frio X Vitória e o aposentado saía da sua chácara em Taquaral para casa em Iconha

O corpo do sargento foi arremessado para o canteiro da BR e o do aposentado ficou na posta – Foto: Luciana Maximo

Mais uma tragédia na BR 101 Sul. Um ciclista e um motociclista morreram na tarde desta sexta-feira (9) em acidente grave no Contorno de Iconha. A colisão ocorreu na altura do km 2,5, proximo a entrada da localidade de Laranjeiras e interditou uma das faixas no sentido a Vitória.

De acordo com testemunhas, a vítima que estava na moto era um sargento da Marinha. Ele seguia em um comboio com 14 motociclistas em direção a Vitória, onde o grupo passaria o final de semana.  A reportagem não conseguiu confirmar o nome dele.

A moto seguia de Cabo Frio para Vitória ficoou agarrada a bicicleta

A vítima da bicicleta é o mecânico aposentado Paulo Garcia, 59 anos. Segundo amigos, a vítima trabalhava em uma empresa de caminhões e se aposentou recentemente. Ele comprou uma chácara há pouco tempo e havia acabado de sair de sua terra para voltar para sua casa quando ocorreu o acidente.

A técnica de enfermagem Adriana Garcia, é irmã de Paulo, ela estava trabalhando na Unidade de Saúde de Itaperoroma quando recebeu o telefonema com a triste notícia do acidente. Muito abalada ela não tinha condições de dar muitos esclarecimentos. Disse que ele estava muito feliz com a aposentadoria, e a chácara que comprou era o passa tempo dele de todos os dias. Ela contou o irmão já sofreu outros acidentes. O trajeto que ele fazia a margem da BR 101 de bicicleta é muito perigoso. “Muito triste o que aconteceu com meu irmão. Não sabemos como foi o acidente”, disse.

Um parte do tanque da moto foi arressada a mais de 200 metros

“Conheço Paulo há muito tempo. Trabalhou na Jolivan como mecânico. Era gente boa. Comprou um terreninho, fez uma horta e vinha aqui todo dia. Esse lugar aqui ficou perigoso. Ele estava saindo para voltar para casa. De repetente ouvi uns roncos de moto e em seguida um estrondo. Corri para ver, achei que era uma batida de carro pelo barulhão.  Os veículos passam em alta velocidade. As carretas descem mandadas, tenho muito medo, parece que estão numa pista de corrida. Estou muito abalado com o que aconteceu”, lamentou o produtor rural Delci Ciciliote, 68 anos, que mora perto do local da batida.

Testemunhas relataram que tanto o ciclista quanto o grupo de motociclistas seguiam na mesma direção, quando ocorreu o impacto. Ninguém esclareceu o que provocou a colisão entre os dois.

O chinelo do aosentado foi arressado também a mais de 100 metros de distãncia do corpo dele
O aposentado Deuci Ciciliote disse que Paulo estava feliz com o sitio que comprou ha pouco tempo

Com a batida, o corpo do motociclista foi arremessado no canteiro central que divide a BR 101. Já o corpo do ciclista ficou caído na pista. Os dois morreram na hora. O ciclista carregava uma sacola com hortaliças que ficou espalhada no canteiro. A moto e a bicicleta ficaram presas uma na outra. A moto ficou completamente destruída tendo o tanque arrancado, a bicicleta contorcida. Na pista pedaços da motocicleta, o chinelo de Paulo, carcaça de um celular, pães e uma sacola com verduras que o aposentado colheu e levava para casa. Uma fatalidade.

Os motociclistas que seguiam com o sargento são do motoclube 600 Mais, de Cabo Frio, no estado do Rio de Janeiro, formado por condutores com motos acima de 600 cilindradas. Um conhecido relatou que o grupo estava planejando há tempos o passeio.

A Reportagem não conseguiu apurar a dinâmica do acidente – Fotos: Luciana Maximo

Até a saída da Reportagem do local, os corpos aguardavam a perícia da Polícia Civil que estará removendo-os ao Serviço Médico Legal – SML de Cachoeiro de Itapemirim, onde serão necrospsiados e liberados para sepultamento. Equipes da Polícia Rodoviária Federal – PRF e da ECO 101 permanecem na pista.   

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *