Serviço de telemedicina é expandido para a Região Sul de Saúde

A Superintendência Regional Sul de Saúde, em Cachoeiro de Itapemirim, deu início ao serviço de telemedicina. Os primeiros atendimentos, realizados na última semana, aconteceram na microrregião Caparaó e a expectativa é que o serviço passe a atender as demais microrregiões em breve.

O serviço foi instituído pela Secretaria da Saúde ao Sistema Único de Saúde (SUS) capixaba por meio da Portaria Nº 062-R, em abril deste ano.

“Nosso intuito é ampliar, cada vez mais, o acesso da população aos serviços de saúde. A teleinterconsulta cumprirá esse objetivo, trazendo ainda mais qualidade e humanização ao atendimento do SUS”, destacou o superintendente Regional de Saúde, Márcio Clayton.

Ainda segundo Clayton, o novo serviço auxiliará no fortalecimento da regionalização do acesso. “Ele proporcionará mais comodidade aos nossos pacientes, por meio da regionalização, uma vez que eles, que antes tinham de se deslocar de seus municípios para Guaçuí, Cachoeiro de Itapemirim ou outras regiões, agora poderão ser atendidos diretamente de suas Unidades Básicas de Saúde, facilitando, assim, seus tratamentos”, disse.

Primeiros atendimentos

Diretamente de uma Unidade Básica de Saúde do município de Bom Jesus do Norte, quatro pacientes foram atendidos, via teleinterconsulta, por um médico especialista em angiologia, que se encontrava, naquele mesmo momento, na Unidade de Atendimento Especializado Polo Caparaó.


Nesse tipo de atendimento, definido pela Sesa para a fase inicial do novo serviço, profissionais de especialidades ou formações diferentes são unidos na tela, para debater a situação do paciente – com a presença dele ou não – e melhorar a tomada de decisão em cada caso. Uma das pacientes atendidas foi Lindalva Ribeiro, que elogiou a novidade. “A consulta foi maravilhosa. O serviço, o médico e os enfermeiros estão de parabéns”, afirmou.


Após a consulta, a usuária foi encaminhada para cirurgia, via Autorregulação Formativa Territorial (ARFT). A ARFT é um projeto que faz parte do Programa de Gestão do Acesso e da Qualidade da Assistência nas Redes de Atenção à Saúde (PGAQ), do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi).

Implementação do serviço

Segundo Samilla Figueira, supervisora do ARFT pelo ICEPi, para a Região Sul, a teleinterconsulta foi viabilizada a partir de reuniões entre a Superintendência Regional e uma equipe da Unidade de Atendimento Especializado Polo Caparaó, que já havia tido experiências com telemedicina, durante períodos mais críticos da pandemia da Covid-19.

“A Regional e a Unidade de Atendimento Especializado Polo Caparaó classificaram a estrutura necessária para a implantação da teleinterconsulta e elegeram Bom Jesus do Norte como primeiro polo, pelo fato de o município já ter uma estrutura montada em uma Unidade Básica de Saúde. Além de angiologia, as especialidades ofertadas, neste primeiro momento, são dermatologia, ortopedia e psiquiatria, todas disponíveis na Unidade, alinhando os processos de trabalho em inovação em saúde e a Autorregulação Formativa Territorial”, detalhou a supervisora.


De acordo com a profissional, à medida que o serviço for consolidado no polo, os demais municípios serão inseridos, gradativamente nesta modalidade de atendimento. “É importante destacar que a teleinterconsulta se aplica a pacientes que já foram atendidos de forma presencial por especialista e estão devidamente inseridos no sistema de regulação ambulatorial do Estado para acompanhamentos de retorno”, enfatiza, ao esclarecer ainda que o paciente, para receber um atendimento via teleinterconsulta, precisa antes assinar um termo de aceite.


Já a gerente da Unidade em Guaçuí, Juliana de Paula, destacou também que “a telemedicina, dentro da proposta da Autorregulação Formativa Territorial, vem trazer ainda mais qualidade e agilidade do atendimento de forma integral aos pacientes, trazendo a ampliação do acesso e a integração entre eles e profissionais da Atenção Primária à Saúde (APS) e o ambulatório especializado”.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade