Publicidade

Senadora Rose reúne Casagrande e Ministro da Infraestrutura para tratar de obras estruturantes para o Espírito Santo

Governador declara apoio à iniciativa de Rose pelo desenvolvimento do Estado: “Por parte do Governo [do Estado], total apoio a essa agenda e total apoio à senadora Rose de Freitas”

A senadora Rose de Freitas (MDB-ES) reuniu nesta quarta-feira (9), em encontro semipresencial, o governador Renato Casagrande e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para tratar de investimentos em aeroportos regionais, rodovias, ferrovia e a construção da Terceira Ponte de Colatina.

Com apoio de Casagrande, Rose abriu agenda junto ao Governo Federal para acelerar a inauguração do aeroporto de Linhares – que depende apenas de homologação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) –, além de ter cobrado investimentos para os terminais de Cachoeiro de Itapemirim, São Mateus, Colatina e Guarapari.

Ainda no início da reunião, o governador, que participou remotamente do Palácio Anchieta, ressaltou o apoio à iniciativa de Rose. “Por parte do Governo [do Estado], total apoio a esta agenda e total apoio à senadora Rose de Freitas no entendimento que fizer com você [ministro]. Ela terá publicamente o meu apoio, nestes termos que estou expressando aqui para você [ministro], de modo que ela é nossa protagonista no Estado em relação ao tema”, destacou Casagrande.

Rose também tratou no encontro da extensão da Estrada de Ferro (EF-118) do Porto de Vitória até o Porto de Açu, no Rio de Janeiro, além de obras na BR-259, BR-447, contorno do Mestre Álvaro, na Serra, e da Terceira Ponte de Colatina – com previsão de conclusão do projeto até novembro deste ano.

Sobre as obras do contorno do Mestre Álvaro e das rodovias, a senadora acertou com o ministro a destinação direta de recursos no Orçamento, sem depender de emendas de bancada. “Pleiteamos ao ministro para que não fosse mais necessário, todos os anos, nós destinarmos recursos por emenda de bancada. O melhor é que venha como mensagem do Governo destinando o aporte diretamente no Orçamento”, explicou.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *