Secretaria de Saúde de Piúma realiza o 1º Seminário Integrado para debater Política Nacional de Atenção Básica

O 1º Seminário contou com a presença maciça de todos os agentes de saúde e de endemias de Piúma que receberam os uniformes completos – Fotos Sandro Travassos

A Secretaria de Saúde de Piúma realizou na tarde desta terça-feira, 03, no auditório do Instituto Federal do Espírito Santo – IFES de Piúma, o 1° Seminário Integrado: Política Nacional de Atenção Básica com o tema “Fortalecimento das ações Integradas dos Agente Comunitário de Saúde – ACS  e Agente Comunitário de Endemias – ACE na atenção Primária de Saúde”.

O seminário contou com a participação da enfermeira pós-graduada em Planejamento, Gestão e Governança da Rede de Atenção e Vigilância em Saúde, que ministrou palestra “Atenção Básica Programas e Estratégia”, Sandra Carriço e do Dr. Bruno Resende, Diretor Clínico do Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim que ministrou sobre “Os desafios na Oncologia – Como vencer o câncer”.

Sandra Carriço

O prefeito Paulo Cola marcou presença e falou com os servidores sobre o seu compromisso com a população piumense que é fazer o serviço público chegar à casa do cidadão com eficiência e resolutividade.

“Eu fui eleito com o discurso e o propósito de que o serviço da Prefeitura tem que bater à porta do piumense. A Prefeitura tem que ir até o cidadão, nós temos que nos antecipar e o agente de saúde e o de endemias simboliza isso tudo, é quem está na ponta, é quem está conversando com as pessoas diariamente. É quem está ouvindo situações que vão além da própria questão de saúde. É com eles que as pessoas tem o principal e o mais frequente contato com o poder público”, salientou o prefeito.

Oportunamente, Paulo destacou que valorizar o profissional é um compromisso dele também na gestão. “O que nós estamos fazendo agora é valorizando o profissional. Já está Câmara um projeto de Lei que nos permite premiar os agentes que baterem as metas que estabelecemos”.

Cola assegurou que a missão dele a frente do Executivo é entrar na casa 100 % dos piumenses e poder finalmente quantificar e entender as demandas existentes. Ele acredita que um levantamento minucioso da população por região dará a gestão um norte de como se planejar para por exemplo, fazer a compra da quantidade de medicamento suficiente para que não falte na hora que o cidadão precisar. “Um exemplo prático, saber quanto de remédio para hipertensos a Prefeitura tem que comprar, isso é quase impossível de responder se não tivermos quantos hipertensos catalogados nós temos em Piúma e quantas pessoas vão precisar. E quem faz este levantamento e cria esta estatística é o agente que está batendo a porta do piumense. Isto é só um exemplo de muito que se pode fazer, temos que valorizar cada vez mais este profissional que leva a Prefeitura até a casa das pessoas”, ressaltou o prefeito que fez a entrega no seminário dos uniformes dos agentes de saúde e de endemias.   

“Entregamos o uniforme bem elaborado para dar conforto a quem vai trabalhar, queremos criar uma identidade, criar um espírito de grupo, resgatar o sentimento de que a gente pertence a um grupo e é responsável por ele, neste caso, o nosso município. Nós estamos entregando aos agentes algo muito mais precioso do que um uniforme, algo que ninguém vai poder tirar deles, a dignidade, conhecimento e valorização enquanto profissional, enquanto pessoas”, frisou.

Agentes de Saúde e de Endemias – Foto: Luciana Maximo

O prefeito lembrou que os agentes de saúde já receberam os tablets e agora serão os agentes de endemias para que os dados sejam todos catalogados e estejam no sistema.

Todos os agentes receberam uniformes – Foto: Luciana Maximo

O seminário contou com a presença da Secretária de Saúde, Mariana Metri Miranda, do presidente da Câmara José Carlos de Araújo, todos os vereadores, a chefe de gabinete, Lenilce Carvalho entre outras autoridades.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade