Scania carregada de coco tomba na curva da morte na BR 101

Volante tranca, Scania carregada de coco tomba na curva da morte e motorista tem apenas escoriações. A carga ficou na pista tomando ambos os lados

A Scania carregada com 30 toneladas de coco tombou na curva de Itaperroma/Anchieta
Foto e texto Luciana Maximo

O motorista Patrick Dandoline, 31 anos, residente em Santa Catarina saiu de Linhares carregado com 30 toneladas de coco com destino ao Rio de Janeiro, no quilômetro 368 da BR 101, mais conhecida como na curva da morte, em Itaperoroma/ Anchieta a carreta travou o volante e tombou jogando todo o coco na pista. O acidente ocorreu na tarde desta quarta-feira 17. Um fila enorme de veículos se formou em ambos os sentidos durante horas.

A população que passava no local foi autorizada a pegar os cocos que ficaram na pista

Por muita sorte, Patrick saiu ileso, apenas com alguns arranhões. Dois caminhões baús passavam pela curva no mesmo momento, ambos foram atingidos, mas não houve gravidade, ou seja, ninguém se feriu.

Patrick conduzia a carreta, teve apenas escoriações no braço.

Os motoristas dos caminhões baús foram conduzidos a Polícia Rodoviária Federal – PRF em Guarapari, após serem atendidos por uma equipe de socorro da Eco 101 onde registraram o BO. Patrick ficou na pista ajudando a retirar a carga de coco que tomou conta do asfalto de ambos os lados. A Scania placa MRG 9951 – Santa Catarina ficou tombada ocupando os dois sentidos da BR que ficou por mais de 2h00 interditada, sendo liberada somente no final da tarde.

Só no final da tarde a pista foi liberada
Patrick disse que está acostumado com esta curva onde a Scania tombou na tarde de hoje

De acordo com Patrick, ele dirige carretas há 12 anos e toda semana passa pela mesma curva, pelo menos duas a três vezes, disse que o local é perigoso, mas, está acostumado, o problema foi o volante da Scania ter trancado, fazendo com que ela tombasse.  “Entrei na curva e trancou o volante, acabou acontecendo o acidente. Na hora passavam dois caminhões baús e a Scania acabou batendo, mas graças a Deus ninguém se feriu, só eu tive algumas escoriações. Foi Deus quem me livrou”, disse Patrick.

A pista foi totalmente liberada apos as 16 horas, uma fila gigante se formou em ambos sentidos

A carga de coco foi doada pelo caminhoneiro que disse ter seguro, a população carregou carros, sacos, bicicletas, até carreta menor de coco.  A pista só foi liberada por volta das 16h00.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*