Reeducação alimentar: dicas para emagrecer de maneira saudável

A reeducação alimentar é uma das formas mais eficazes e também saudáveis para conseguir emagrecer, controlar o peso e garantir uma vida equilibrada.

Mas você realmente entende qual é o conceito de reeducação alimentar ou como colocar isso em prática?

Então, não perca mais nenhum segundo, pegue agora mesmo a sua agenda porque chegou a hora de descobrir tudo sobre este assunto.

Vamos lá?

O que é reeducação alimentar

Em primeiro lugar, você precisa entender exatamente o que é reeducação alimentar antes de pensar em começar a mudar a sua rotina.

Em segundo lugar, é preciso conhecer as diferenças entre as dietas e esse plano de alimentação.

Seguindo essa linha, vamos começar.

Segundo o dicionário, reeducação pode ser entendido como um efeito de mudança constante e adaptativo.

Em outras palavras, significa que você vai aprender novamente a fazer algo que já conhece, mas de uma forma melhor ou mais avançada.

Como resultado, a redução alimentar pode ser definida como não apenas a mudança de hábitos, mas também um novo conhecimento sobre os alimentos.

Por isso, a reeducação parte do princípio de que você vai aprender a comer de tudo, mas de forma controlada e saudável, optando por escolhas menores.

Tarefa essa que um médico especialista pode ensinar melhor, o que facilita o processo de perder peso rápido.  

Diferentemente das dietas, que funcionam a partir da restrição alimentar por um curto prazo, a reeducação alimentar é um estilo de vida.

Como fazer a reeducação alimentar?

Photo by Jason Briscoe on Unsplash




Bom, agora que você já entende o conceito de reeducação alimentar, chega a hora de saber como fazer isso funcionar.

Através de algumas regrinhas ou mesmo dicas bastante simples, você começa a conhecer os primeiros passos de como aderir a esse plano.

Vale dizer que esses primeiros passos vêm antes da mudança de hábitos de prato, ou seja, você começa sem mudar a sua alimentação. Sendo que esses passos incluem:

  • Comece a mastigar mais cada porção de alimento;
  • Entre uma garfada e outra tenha um pequeno intervalo;
  • Antes de repetir o prato, espere em torno de dez minutos;
  • Comece a ingerir ao menos dois litros de água todos os dias;
  • Tente comer em um local tranquilo;
  • Evite assistir ou fazer outra coisa enquanto come;
  • Prefira fazer as suas refeições ao invés de comprar pronto.

Depois dessas primeiras mudanças, que você pode implementar agora mesmo, começa a segunda parte.

Esse segundo momento é adaptativo, ou seja, você muda aos poucos.

Pensando nessa ideia de continuidade, faça essas alterações:

  • Comece as suas refeições por porções de legumes ou saladas;
  • Coma duas porções de frutas por dia;
  • Reduza o consumo de alimentos processados;
  • Prepara as carnes sempre grelhadas e nunca fritas;
  • Opte por azeite ao invés de óleos;
  • Reduza o consumo de sal e açúcar;
  • Opte por chocolates mais amargos;
  • No lugar de refrigerantes, prefira os sucos naturais;
  • Tenha um dia na semana para comer algo que você gosta muito, mas que é calórico, como doces ou massas;
  • Troque os carboidratos/farinha branca por grãos integrais
  • Reduza o tamanho das porções de cada refeição;
  • Faça pequenos lanches saudáveis ao longo do dia;
  • Evite alimentos gordurosos ou pesados depois das oito horas da noite.

Por que é importante fazer uma reeducação alimentar?

Photo by KAL VISUALS on Unsplash

Ao contrário de muitas dietas, a reeducação alimentar serve para diferentes fins, como:

Figura 3 Photo by KAL VISUALS on Unsplash

  • Perder peso de forma saudável;
  • Ajuda no controle de peso;
  • Aumenta a sua imunidade;
  • Melhora o funcionamento do intestino;
  • Reduz as chances de doenças relacionadas ao sobrepeso e obesidade;
  • Melhora a função cardíaca;
  • Reduz a retenção de líquidos e inchaço;
  • Proporciona maior saciedade e evita a sensação de fome;
  • Melhora a aparência da pele;
  • Evita o efeito sanfona, estrias e celulites;
  • Garante mais energia e disposição;
  • Melhora a autoestima;
  • Tem relação direta com a saúde interna.

Você pode estar se perguntando como tudo isso é possível, já que existem milhares de dietas por aí e pessoas que garantem bons resultados.

A verdade, entretanto, é que as dietas não são capazes de fornecer todos os nutrientes que o seu corpo precisa.

Ao mesmo tempo, você não pode seguir aquele plano por um período longo.

Dessa forma, é importante fazer a reeducação alimentar não apenas por ser uma oportunidade de perder peso e evitar a obesidade, mas também para ter uma saúde mais equilibrada.

Por exemplo, quem está acostumado a comer a hora que quer ou comer tudo o que aparece, dificilmente vai seguir uma dieta por mais de quatro dias seguidos.

E qual o resultado dessa constante mudança brusca?

O seu organismo não aprende nada, você pode ter um desequilíbrio hormonal, mudanças de humor, compulsão alimentar, estresse e ainda ficar no constante efeito sanfona.

Importante: A prática da reeducação alimentar, que promove a escolha de alimentos mais saudáveis, é capaz de evitar doenças como a diabetes, hipertensão e até depressão.

Isso tudo porque você realmente aprende a comer e a dar para o seu corpo aquilo que ele precisa e, eventualmente, consome aquilo que gosta ou deseja.

Reeducação alimentar combate obesidade e distúrbios alimentares


Photo by Allef Vinicius on Unsplash

Figura 4 Photo by Allef Vinicius on Unsplash

Frequentemente, o médico especialista indica a reeducação em casos de obesidade, baixa autoestima, sobrepeso e quando há um distúrbio alimentar.

E porque isso acontece?

Em suma, reaprender a se alimentar, além de fazer você perder peso, permite que você aprenda a lidar com o inevitável: comida por todos os lados.

Ao invés de limitar você a não sair, comer apenas em casa ou comer apenas folhas, você consegue administrar melhor as porções.

Dessa forma, é possível combater a obesidade, já que você vai perder peso e controlar o resultado final, mas também evitar distúrbios alimentares.

O combate aos distúrbios acontece porque você evita a compulsão, excesso de estrese, picos de ansiedade e ainda trabalha diariamente a questão da autoimagem.

Conclusão

Enfim, a reeducação alimentar é a melhor forma de perder peso, evitar ou combater a obesidade e ainda garante saúde e qualidade de vida de maneira rápida. Então, procure um médico especialista para avaliar e entender o seu caso, dando início ao processo de mudança

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*