Publicidade

QUE AULA: alunos do Washington Pinheiro Meirelles sobem o Monte Aghá

A visita ao Monte Aghá aconteceu na manhã desta segunda-feira, 17. Os alunos amaram conhecer o patrimônio natural que pertence a Itapemirim, mas sua beleza é contemplada por Piúma.

Fotos: Divulgação

Os alunos do Ensino Médio da Escola Estadual “Washington Pinheiro Meirelles”, em Itapemirim se encantaram com a visita realizada ao Monte Aghá. Eles foram acompanhados pelos professores John, Vinícius, Kleber, Nuana e João Paulo das eletivas: ‘Mapa com afeto’, ‘Vida saudável’ , ‘Fisiologia’ e ‘Mecânica do esporte’.

A proposta da expedição ao Monte Aghá é incentivar os alunos a praticar esporte, caminhada e trilha ecológica. Além de incentivar a preservação do meio ambiente. Por onde os estudantes passaram recolheram o lixo deixado no ambiente. É de aulas assim que os alunos gostam mais e aprendem de fato o que é ensinado. Que tenha mais e mais, venham caminhar na Ilha do Gambá e visitar a Ilha dos Cabritos, além do Vale do Orobó, Piúma agradece.

O Monte Aghá, chamado pelos índios, Monte de Ver Deus possui cerca de 340 metros de altitude, sendo usado como marco para navegação em todo o litoral sul do Espírito Santo, por ser possível avistá-lo a vários quilômetros de distância, para escaladas e para a prática de voos livres. Trata-se, inclusive, da montanha mais elevada da costa sul capixaba e uma das mais altas do litoral do estado.

Em seus pés também estão localizadas duas praias: Praia Martinho Moreira em Itapemirim e do Aghá em Piúma. Seu nome, na língua dos índios Puris, significa “lugar de se ver Deus”. Expedições de grupos de turistas para a subida ao topo do morro são comuns, mas a quantidade de frequentadores é limitada a fim de evitar impactos ambientais. Sua extensão faz parte da área de proteção ambiental (APA) da Lagoa Guanandy e foi tombado pelo Conselho Estadual de Cultura em 1985.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *