Publicidade

Prefeitura quer revitalizar linha férrea para alavancar o turismo em Vargem Alta/ES

A situação de descaso e abandono da conservação e manutenção da linha férrea que corta Vargem Alta e outros municípios da Região Serrana, foi pauta de uma reunião entre prefeitos e secretários de turismo, realizada no último dia 17 de junho, em Domingos Martins. 

Na ocasião, foi debatido a concessão de bens não operacionais do patrimônio da União para os municípios e o encaminhamento do pleito para esclarecimento da concessionária e do DNIT sobre os bens sob domínio dessas instituições.

Para Vargem Alta, a ideia do prefeito Elieser Rabello e do secretário de Cultura, Turismo e Esporte, Elias Abreu (Maninho), é de revitalizar o trecho que corta o município, transformando a área em uma via de mão única com jardins, áreas de vivência arborizadas, áreas de estacionamento para desafogar o trânsito do centro além da utilização do espaço para a biblioteca Municipal e o Museu da Ferrovia. 

O município, aponta a estação de Jaciguá, os vários pontilhões e os túneis como bens turísticos. 

“Começamos a discutir, é ideia de criar uma área de caminhada em toda a extensão, visto que o local tem rico potencial de crescimento turístico, como por exemplo, a trilha que passa próxima a Cachoeira do Caiado”, afirmou Maninho. 

“Jardins floridos, praças de convivência, estrutura para praticantes de turismo de aventura e museus em estações centenárias. Esses são alguns dos planos para alavancarmos o turismo em nossa cidade e fazermos a Suíça Capixaba brilhar e se destacar novamente em nossa região”, destacou o prefeito Elieser Rabello.

No momento, a Prefeitura estuda a viabilidade do projeto e trabalha em conjunto com demais prefeituras da região para desenvolver ainda mais os potenciais turísticos de nossa região.

No domingo (27), a antiga Linha Tronco de Mauá/Vitória, da Leopoldina, completou 111 anos de inaugurada. Para marcar a data, dois membros da ONG Amigos do Trem farão uma caminhada de Cobiça da Leopoldina (Km 485) até Matilde (Km 557), do sábado dia 26 até terça-feira dia 29. Na ocasião serão registradas as magníficas belezas deste trecho de montanha e também os danos resultantes de quatro anos de abandono da via férrea.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade