Publicidade

Prefeitura de Irupi se torna 1ª cidade do Espírito Santo a extinguir papeis em processos públicos

Com “Irupi Digital”, documentos passaram a ser gerados e armazenados digitalmente, trazendo agilidade, redução de custos e melhor organização. Projeto será reconhecido no 1º Congresso Capixaba de Cidades Digitais e Inteligentes.

O “Irupi Digital”, uma iniciativa da Prefeitura de Irupi para tornar a administração pública mais eficiente, nasceu da necessidade de modernizar os processos administrativos, reduzir custos e impactos ambientais. Com o projeto, o município se tornou a primeira cidade do Espírito Santo a extinguir papeis em processos públicos, tornando-os mais transparente e acessível a todos.

De acordo com o Secretário de Administração e Planejamento da Prefeitura de Irupi, João Pedro Schuab, o “Irupi Digital” resolveu a ineficiência da gestão documental, superando as limitações do antigo processo. “Antes, documentos físicos causavam atrasos, custos e desafios, com risco de perda de informações. Com o Irupi Digital, os documentos passaram a ser gerados e armazenados digitalmente, trazendo agilidade, redução de custos, melhor organização e acesso às informações. A segurança foi reforçada com assinaturas digitais, contribuindo para a sustentabilidade ao reduzir o uso de papel”, destacou o secretário.

Sem a tramitação dos processos físicos, que envolvem papeis, toners, luz e água, estima-se que a Prefeitura Municipal consiga uma economia de quase 10 mil reais por mês. Isso significa que, mensalmente, Irupi vai deixar de imprimir cerca de seis mil folhas de papel, o que representa a diminuição de sete árvores desmatadas e mais de 57 mil litros de água economizados, com a implantação do “Irupi Digital”.

O impacto positivo do programa também se refletiu na qualidade dos serviços prestados as micro e pequenas empresas, facilitando o empreendedorismo local. “As empresas agora têm vários canais de comunicação com a prefeitura, podendo acompanhar o status de seus requerimentos de forma rápida e fácil. O próprio sistema envia e-mails e SMS para os usuários, mantendo-os atualizados sobre o progresso das suas solicitações”, disse Schuab.

Nos dias 26 e 27 de junho, o projeto “Irupi Digital” receberá o reconhecimento como “Projeto Inovador 2024” durante o 1º Congresso Capixaba de Cidades Digitais e Inteligente, que será realizado no SESI Jardim da Penha, na capital do Espírito Santo. Para a seleção e o reconhecimento, são considerados diversos fatores, entre eles a utilização da tecnologia de forma estratégica na gestão pública, como forma de melhorar a prestação de serviços e qualidade de vida do munícipe, e o impacto positivo no desenvolvimento das cidades.

O Congresso Estadual de Cidades Digitais e Inteligentes é uma promoção da Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura de Vitória, por meio da Companhia de Desenvolvimento, Turismo e Inovação de Vitória (CDTIV).

As inscrições são gratuitas para servidores públicos, universidades, entidades e vereadores e devem ser feitas pelo https://www.sympla.com.br/rcd.

Além de políticas públicas e modelos implantados nos municípios, uma feira de soluções tecnológicas também acontece paralela à programação do Congresso. Os gestores municipais terão acesso às tecnologias desenvolvidas pela NoPaper, UpCities, IGTECH, Sistema Traz Valor, Binär Tech, Portal de Compras Públicas, Voxcity Tecnologia, Portal Fácil, Tecsystem, Way Maker Soluções em TI, Golden Distribuidora, EL Produções de Software, Atman Systems e City Connect. O evento tem o apoio institucional da Associação dos Municípios do Estado do Espírito Santo (AMUNES).

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *