Publicidade

Polícia prende principal suspeito do assassinato do vigilante de Anchieta em casa neste domingo

O principal suspeito do assassinato do vigilante teria ido entregar um curriculum a vítima

Herval deixa dois filhos e uma esposa – Foto/ Arquivo pessoal

A Polícia Militar – PM em Anchieta já efetuou a prisão em flagrante do principal suspeito de ter assassinado com três facadas, duas nas costas e uma no ombro o vigilante, Herval Cetto, 46 anos, na manhã deste domingo, 24, por volta das 7h00, na Rua Paulo Diniz, ao lado da Cemei Jocelina Nogueira, no bairro, Alvorada em Anchieta.

O crime aconteceu na Rua Paulo Diniz, ao lado da Cemei Juscelino Nogueira – Foto/ Luciana Maximo

Detido em casa, no bairro Benevente, o principal suspeito do assassinato do vigilante é Denildo de Andrade  da Mata que negou o crime, mas foi visto por testemunhas. Ao ser interrogado se confundiu e deu versões diferentes para tentar justificar a presença dele no local do assassinato.

O suspeito acabou se colocando no local do crime após se confundi em suas versões informando que estava aguardando a vítima para entregar um curriculum e, no momento teria uma terceira pessoa que esfaqueou Herval. A PM não acreditou nesta versão de Denildo e encontrou elementos consistentes, apesar de não ter localizado a faca, arma utilizada para matar Herval.

Herval estava chegando do trabalho quando foi assassinato / Foto Luciana Maximo

O suspeito do homicídio já foi autuado em flagrante na Delegacia da Polícia Civil em Guarapari e entregue a Justiça.

Morreu nos braços do vizinho

Herval foi pedir socorro ao amigo, morreu na casa do aposentado/ Foto Luciana Maximo

Um crime que emudeceu a cidade de Anchieta neste domingo, por conta da tranquilidade e da história de Herval no bairro onde mora. Um homem tranquilo, sem qualquer antecedente que desabone a sua conduta na sociedade. Casado e pai de dois adolescentes, um de 14 anos e um de 16 que dormiam na hora do covarde assassinato.

Herval já atuou em diversas empresas em Anchieta, inclusive fora guarda patrimonial na Escola ao lado de sua casa, onde foi esfaqueado hoje. Atuou também ame agências bancárias e chegada, atualmente estava atuando na Mineradora Samarco através da Visel, empresa terceirizada.

De acordo com o vereador de Anchieta, Rodrigo Semedo, Herval  estava chegando em casa do trabalho de motocicleta, uma Titan CG 150, placa MSP – 0348 quando estava adentrando a residência dele, ao lado da CEMEI Jocelina Nogueira foi surpreendido pelo assassino que o esfaqueou.

O suspeito foi visto por várias testemunhas no local do crime / foto Luciana Maximo

Mesmo muito ferido Herval saiu andando e foi até a casa do pai do vereador Rodrigo Semedo, na mesma rua, onde todas as manhãs tomava café com o aposentado Ademar Semedo.

O pai do vereador ao abrir o portão se deparou com o vigilante todo ensanguentado pedindo socorro, Herval morreu nos braços do vizinho que levou um susto.

“Todos os dias ele chegava e ia à casa do meu pai tomar café com ele. Depois que foi atingido pelas facadas foi até o portão e bateu gritando, pedindo ajuda. Quando papai abriu o portão ele já caiu nos braços e morreu em seguida. Estamos sem entender nada, Herval sempre foi um homem muito trabalhador e não tinha envolvimento com nada errado. Um susto muito grande, meu pai pensou que ele estava brincando quando gritou pedindo socorro. Uma cena muito triste”, comentou Semedo.

O vereador Rodrigo Semedo lamentou muito a rua não ter câmeras de videomonitoramento e disse que estará fazendo uma indicação na Câmara Municipal de Anchieta para que, pelo menos na CEMEI Jocelina Nogueira tenha câmeras.

A perícia recolheu o corpo do vigilante e removeu ao SML de Cachoeiro / foto Luciana Maximo

A Perícia Técnica esteve no local fez a perícia e removeu o corpo ao Serviço Médico Legal – SML de Cachoeiro de Itapemirim onde será necropsiado e liberado para sepultamento.

Nesta segunda-feira, o Jornal entrará em contato com a delegada de Anchieta para trazer mais detalhes do principal suspeito de ter cometido o crime e a motivação.

Ficam os parabéns ao trabalho eficiente da Polícia Militar, o reconhecimento a condução dos trabalhos ao Cabo Fragoso.

Este é o segundo homicídio em Anchieta em sete dias.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade