PIÚMA – jornal denuncia situação caótica da Creche Vovó Genoveva e Prefeitura atende imediatamente

106 crianças estão matriculadas na Creche – Foto/ Luciana Maximo

Os problemas foram citados durante uma live da jornalista Luciana Maximo e imediatamente uma equipe da Prefeitura foi ao local resolver

A fossa transbordou e o pisoe está cedendo, as crianças e os funcionários correndo riscos de contaminação no local

A Creche vovó Genoveva no bairro Itaputanga em Piúma está com diversos problemas estruturais que acabam colocando a vida das 106 crianças matriculadas em risco, bem como, dos profissionais que lá atuam.

Pedaços de gesso caindo do teto

A Reportagem recebeu fotos do local, na tarde de quinta-feira, 21 e na manhã desta sexta 22, foi ao local averiguar a situação.

Goteiras no almoxarifado e no berçário

Pasmem, a fossa que fica embaixo da calçada, que dá acesso a Creche e as salas de aulas estava transbordando e a sua volta rachaduras indicando que o piso de cima da fossa está cedendo. Além desse problema, parte do teto de gesso está desabando pedaços exatamente no local onde as crianças passam para chegar ao refeitório, goteiras pelos corredores, no almoxarifado, berçário alagado e todas as paredes mofadas com cheiro fortíssimo, chuveiro queimado, descarga quebrada, banheiro interditado, pátio alagado e o lixo no canto, na calçada ao lado de fora há mais de cinco dias sem ser recolhido.

A equipe da Prefeitura interditou a área da fossa

A situação da Creche indignou a jornalista que imediatamente ligou para a secretária de Educação e pediu que ela fosse ao local e chamasse a Defesa Civil para interditar a Creche, uma vez que, as crianças correm riscos lá dentro. A jornalista fez uma live e pontuou os problemas, pediu solução imediata e emergencial, apelou para a prefeita interina Regina Martha Scherrer Rocha.

Secretaria de Educação, Defesa Civil, engenheira vão ao local

Em menos de 30 minutos uma equipe foi ao local, engenheira da Prefeitura, chefe da Defesa Civil, um pedreiro e a secretária de Educação acompanhada da coordenadora das creches.

Secretária in loco com equipe interditam o local

A secretária de Educação, Dione Jenier Soares falou com exclusividade ao vivo que as medidas foram adotadas na mesma manhã. Afirmou que, desde quando assumiu a pasta os problemas surgem todos os dias e que muitas das vezes é preciso ‘furar a fila’ e buscar a solução para aquilo que é mais emergencial que foi o caso da Creche.

Funcionários da Prefeitura interditando a área da fossa na Creche

“Há uns 15 dias a pessoa que está substituindo a diretora que está de licença maternidade ligou falando sobre o problema da fossa. E também outra Escola estava com problema semelhante. Eu solicitei ambas que fizessem um protocolo e aqui, fiz um oficio e juntei aos das escolas e enviei a secretaria de Obras. O secretário nos atendeu e nos encaminhou engenheiros e eles garantiram que iriam averiguar. Realmente foram, olharam, mas para resolver a demanda era preciso materiais. A princípio, eles não viram riscos as crianças. Com o passar do tempo houve essa chuvarada toda e a coisa foi piorando”, frisou a secretária.

Goteiras deixam o piso escorregadio exatamente onde passam as crianças para ir ao refeitório

Oportunamente, Dione afirmou que após o telefonema da jornalista acionou a equipe de obras, e foi junto com a coordenadoras das Creches e a Defesa Civil que informou com base na avaliação da engenheira, que a fossa foi construída junto com a escola, mas na área onde está Creche não tem rede de esgoto e nem saneamento básico. “A fossa estava cedendo porque em todos estes anos nunca tinha sido sugada. Chamamos o caminhão que sugou tudo e tirou aquele peso. Já compramos Madeirit e fitas para interditar área, as crianças não terão acesso. A engenheira e a Defesa Civil estão elaborando um laudo técnico garantindo que o piso em cima da fossa não vai ceder. Mesmo assim, estamos resolvendo o problema”, disse a secretária.

Tudo como num passo de mágica, o problema do gesso caindo também está sendo resolvido, já foi comprado material para interditar o local. Segunda-feira não haverá aula para que seja retirado todo o gesso e substituída as telhas onde estão ocorrendo as goteiras.

Destacou a secretária que a descarga estaria sendo consertada ainda na tarde desta sexta-feira e o chuveiro trocado, do banheiro interditado. “Hoje o bilhete está sendo feito pela pedagoga para quando os pais forem buscar as crianças sejam informados que na segunda-feira a Creche não vai funcionar. Todos os funcionários devem ir ao trabalho para ajudar a retirar todo o gesso e na terça, as aulas retornam ao normal, sem o problema do gesso e sem o problema da fossa”.

A secretária de Educação informou que está sendo licitada e será contratada uma empresa de manutenção para que estes problemas no ano que vem não venham ocorrer. Em tempo, ela agradeceu o apoio da Prefeitura na solução imediata dos problemas na Creche Vovó Genoveva.   

Quanto ao lixo na porta da Creche, fica o registro para a empresa Limpeza Urbana fazer a coleta.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*