Publicidade

Oficina presencial de elaboração de projetos do Parque Cultural Casa do Governador apresenta local à artistas

Foi realizada, na última sexta-feira (27), a oficina de elaboração de projetos para o edital do Parque Cultural Casa do Governador, destinada aos artistas interessados em enviar projetos. No encontro presencial e limitado em até 20 artistas, o coordenador da Galeria Homero Massena e coordenador do edital, Nicolas Soares, apresentou pontos importantes sobre o Parque de Esculturas, tirou dúvidas específicas com os artistas presentes e apresentou os espaços arquitetônico e paisagístico da Residência Oficial do Governador do Estado.

 A oficina também contou com a presença da primeira-dama do Estado, Maria Virginia Casagrande, e da gerente do Patrimônio Histórico do Palácio Anchieta, Áurea Lígia Miranda Bernardi.
A primeira-dama destacou a importância do projeto por integrar arte e educação. Já Áurea Lígia Bernardi reforçou as próximas ações no parque que vão reunir um roteiro cultural, ambiental e ecológico. De acordo com Nicolas Soares, os encontros são importantes para os artistas discutirem seus projetos e identificarem o espaço em que a proposta pode ser implementada.

 A agenda das oficinas presenciais continua nos próximos dias 09 e 15 de setembro, sempre às 10 horas. Para o dia 09, os interessados podem se inscrever por meio do formulário. AQUI

Entenda a chamada para artistas

A Chamada Pública para artistas visa à seleção de projetos de escultura, site-specifics e instalações sensoriais, que unem arte, tecnologia e meio ambiente, compreendendo a relação entre arte, paisagem e arquitetura. Os projetos selecionados vão compor a exposição permanente e exposições temporárias do “Parque de Esculturas da Residência Oficial do Governo do Estado”.

Inscreva-se pelo Mapa Cultural AQUI

 Serão selecionados sete projetos para a exposição permanente, em duas categorias de premiação, e oito projetos para a exposição temporária, com prazo de duração de um ano.

 No caso de projetos para a exposição permanente, serão divididos da seguinte forma: quatro prêmios no valor de até R$ 100 mil reais e três prêmios no valor de até R$ 200 mil reais, ambos para projetos de escultura/instalação em escala monumental. Pelo menos cinco prêmios serão destinados a projetos inscritos por proponentes residentes ou sediados no Estado do Espírito Santo.

No caso de projetos para exposição temporária, serão oito prêmios com valor individual de até R$ 40 mil reais para projetos de escultura/instalação em escala monumental, sendo que pelo menos cinco prêmios serão destinados aos projetos inscritos por proponentes residentes ou sediados no Estado do Espírito Santo.

Saiba mais

 Os projetos terão que se relacionar com o espaço arquitetônico e paisagístico da Residência Oficial, interagindo e se integrando no espaço.

Escultura: formas espaciais em três dimensões, por meio da manipulação e materiais diversos em variadas técnicas, na tentativa de representar ou apresentar algo.

 Instalação: manifestação artística em que a obra é composta de elementos organizados em um ambiente. A obra se conecta ao espaço, com o auxílio de materiais e técnicas variadas, na tentativa de construir uma ambiência, cena e/ou experiência, cujo movimento é dado pela relação entre objetos, construções, o ponto de vista e o corpo do observador.

 Instalações Sensoriais: trabalhos inovadores que articulem conceitos da arte e da tecnologia, correlacionados ao espaço/ambiente em que se inserem dessa forma, tirando proveito de situações, como luminosidade, sombras, vento, chuva etc. Propõe-se, ao mesmo tempo, uma dinâmica interativa entre obra e público, a fim de estimular as percepções numa realidade aumentada.

 Site-specific: são obras que configuram uma situação espacial específica, levando em conta as características do local e que não podem ser apreendidas senão ali. Tendência da produção contemporânea de se voltar para o espaço, incorporando-o à obra e/ou transformando-o.

 Escala monumental: intervenções escultóricas e/ou instalativas, que se harmonizem à paisagem e seus elementos, e/ou projetos paisagístico e arquitetura, em uma relação de proporcionalidade entre dimensões, volumetria e a área a ser ocupada.

Dúvidas? Ligue: 3132-8395

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade