O caminhoneiro é um homem de fé

 “Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam”. Hebreus 11:6

A história do caminhoneiro foi repercutida em todas as redes sociais e ele passou de um anônimo, a um homem de fé, que tem intimidade com Deus

A história do caminhoneiro residente no bairro Niterói, em Piúma tocou o coração de milhares de pessoas Brasil afora. Luciano Dalmasio, 45 anos, é a prova mais atual de que a fé é o principal elo de ligação entre Deus e o homem. Ficou claro que a fé além de mover montanhas, como diz a bíblia e abrir o Mar Vermelho, faz chover e apaga o fogo de uma carreta em chamas.

Luciano esteve na Redação do Jornal, na manhã desta sexta-feira, 26 e falou com exclusividade da maior experiência que teve com Deus, no último dia 17. É de emocionar, ele foi salvo após dobrar os joelhos e orar na BR, na cidade de Alto do Coxo, no Maranhão e clamar a Deus para que mandasse chuva e apagasse o fogo da Carreta Volvo FH 440 Baú que ele trabalha há um ano. A chuva caiu, o fogo se apagou, o baú do caminhão ficou intacto com mais de 13 mil quilos em pneus. Mesmo com chamas no cavalinho da Volvo, o caminhoneiro conseguiu sair da carreta, com o celular e a carteira. A chuva durou o tempo de apagar o fogo. Esta é uma história real, de fé de um homem temente a Deus.

Confira a entrevista na íntegra.

“Eu sou um homem de fé, acredito em Deus, e Deus me usou. Ele poderia ter usado um pastor, um presbítero, mas ele me usou, hoje eu sou grato a Ele. Naquele momento de angustia, de aflição e nervosismo, eu poderia ir para debaixo de uma árvore, porém minha atitude não foi essa, eu entrei em um desespero muito grande por ver a minha ferramenta de trabalho queimar, uma ferramenta que eu sei o valor de todas as peças que tem. Sou caminhoneiro há 20 anos e já passei por várias provações, mas essa foi uma provação de fé”, contou Luciano.

Luciano frequenta a 1ª Igreja Batista de Piúma e os pais há 29 anos. Ele confessou que acredita e confia muito em Deus, porque se a pessoa não tiver Deus na vida não é nada. Ele tem que acreditar que Deus existe, que Deus é presente e é vive por nós, tem que ter temor, não adianta fazer a oração sem fé. Eu chorei, eu clamei o nome Dele. Foi uma realidade que aconteceu comigo, e eu só tenho a agradecer o meu Deus e serei grato pelo resto da minha vida.”

O calor estava na casa de 40 graus, a previsão do tempo não apontava que iria chover, o céu estava aberto, com algumas nuvens que não estavam carregadas. “Eu me joguei de joelhos e pedi que mandasse água, chuva, para apagar aquele fogo, mesmo que já tivesse queimado a cabine do caminhão, mas pedi para que não queimasse a carga, a mercadoria que estava dentro daquele baú. Explodiu o tanque do lado esquerdo e do lado direito ficou intacto. Eu chorei, eu pedi, e naquele momento Ele me ouviu”.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*