Literatuando

TRIGO OU JOIO?

Ei! Você aí! Até quando ficará apontando o dedo para o outro quando, na verdade, ele deveria ser direcionado para você? É isso aí, você não se cansa de ficar sempre acusando o político por tanta corrupção? Mas já reparou nos seus atos diários que, juntando aqui e ali, não deixam de ser corruptos?

Ah, então você não se lembra daquele dia que deu uma de “esperto” e, do último lugar da fila, encontrou alguém conhecido lá na frente e deu sua conta para ele pagar? O restante da fila, educadamente, para não arrumar confusão, fez a egípcia.

Como se não bastasse, você nem sabe mais o que é “Bom dia! Obrigada! Licença!”, pois vive sempre com o seu famoso molejo, olhando somente para o seu umbigo, tentando se dar bem em tudo e ainda achar que é legal o que faz.

Muito bonito, hem? Colar na prova, pagar para alguém fazer o seu trabalho, jogar lixo no chão, não parar na faixa de pedestre, não dar lugar para o mais velho sentar no ônibus, estacionar no local do idoso ou cadeirante… Viva a corrupção!

Aliás, você sabe o que é corrupção? Lá no meu pomposo dicionário da Academia Brasileira de Letras diz que é “ação ou efeito de corromper(se); depravação, desmoralização, devassidão, decomposição, putrefação”. Então, sabichão, lembra daquela famosa historinha da Bíblia que repetidas vezes ouvimos quando criança? Aquela do trigo e do joio? Pois é, o mundo é uma grande plantação, terreno fértil para bons frutos. Porém, há sempre um joio que floresce para atrapalhar o crescimento dos bons frutos.

Essa erva daninha é tipo assim: você. Isso mesmo, espertalhão. Você que sempre quer se dar bem desonestamente, mas acusa sempre o outro pelos seus erros. Caraca! Será que não está na hora de mudar? De fazer a diferença? Não se esqueça de que ainda há mais trigo do que joio no mundo e que um montão de joio é cultivado por você: ou no seu interior ou quando você coloca no poder, através do voto, esse danoso que tenta acabar com a Humanidade.

Psiu! Esse é o momento de separar o trigo do joio, o poder está em nossas mãos. Mudanças só se tornam grandiosas se a propaganda for de boca em boca. Corte o seu próprio joio. É imprescindível começar a mudança em nós mesmos e assim mostrar aos outros que o que faz a diferença é cada um cuidando da sua parte.

Nessa sociedade em que a inversão dos valores está em voga, constatamos cada vez mais que o bem exerce desconforto ao joio que é desencadeador de desentendimentos e falcatruas. É necessário posicionar-se e plantar cada vez mais trigos para sufocar a erva daninha e deixar o campo dourado, esperançoso para o futuro.

Então, o que você decidiu? Quer ser o trigo ou o joio?

LI E GOSTEI

O livro Sonata em Auschwitz, de Luize Valente, é uma história de ficção que conta-nos sobre uma família que foi devastada durante a Segunda Guerra Mundial. Porém, em meio a tantos escombros, a música flui para trazer boas lembranças carregadas de emoções.

VI E GOSTEI

O filme Jumanji, 2018, dirigido por Jake Kasdan, conta-nos a história de quatro estudantes que receberam um castigo na escola e, durante o mesmo, acharam o jogo Jumanji. Dessa vez, eles entraram no jogo e a aventura foi emocionante.

OUVI E GOSTEI

E da campeã do Rio 2018: Oh pátria amada, por onde andarás?/ Seus filhos já não aguentam mais!/ Você que não soube cuidar/ Você que negou o amor/ Vem aprender na Beija-Flor..

 E A LÍNGUA PORTUGUESA…

GARIMPANDO NOVOS TALENTOS

Padres, pastores

Transformando vidas em horrores

Pobres famílias

Pobres senhores.

 

A religião virou piada,

Mas uma piada sem graça

Contada por homens falsos

Uma piada mal contada.

 

Padres, pastores

Ganham em cima de nossos temores

Padres, pastores

Não querem ser nossos amigos

Querem ser nossos senhores.

Eduardo Feres

Leia Também

Literatuando 10 de maio de 2019
DROGAS 1 de abril de 2019
Literatuando 2 de março de 2019
“CIDADÕES” 1 de fevereiro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*