LINDO: Teatro Rubem Braga recebe ópera para crianças e dança inclusiva

Ópera clássica de Maurice Ravel será encenada com marionetes

A programação desta quarta-feira (31) do VIII Festival de Artes Cênicas de Cachoeiro (Facci) terá dois espetáculos especiais, ambos no Teatro Municipal Rubem Braga. Às 10h, a companhia Pequeno Teatro do Mundo (SP) apresentará a ópera infantil “O menino e os sortilégios”. E às 19h30, o Núcleo Cachoeirense de Dança exibirá “Gente que dança”, que terá participação de pessoas com deficiência. A entrada é gratuita.

“O menino e os sortilégios” é de autoria do compositor francês Maurice Ravel (1875-1937). A obra conta a história de um menino que enfrenta suas emoções por meio do encantamento com os objetos ao seu redor, que ganham vida. Essa narrativa recebe nova roupagem com a introdução da manipulação de marionetes pela companhia Pequeno Teatro do Mundo.

“É uma ópera completa encenada com 14 marionetes e dois cenários diferentes. Esse formato é bastante difundido em outros países, pois é uma forma de aproximar um gênero erudito de um público mais amplo, desmistificando a ideia de ópera como algo inacessível. No caso das crianças, tem o poder educativo de introduzi-los a esse gênero clássico no formato lúdico das marionetes”, explica Fabiana Vasconcelos Barbosa, que realiza o espetáculo junto a Fábio Retti.

Já o espetáculo “Gente que dança” terá a participação de usuários da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e de cadeirantes. A atração ainda contará com a presença de alunos bolsistas do próprio Núcleo Cachoeirense de Dança, que vivem em situação de risco social, e de uma bailarina de 77 anos.

“Nosso espetáculo é uma somatória de muitos sentimentos e emoções, onde nossos alunos praticam a cidadania e um olhar sobre o outro sem isolar as diferenças existentes nos seres humanos. A trilha sonora será especial, e nos fará pensar e meditar sobre como estamos vendo as diferenças do outro. É a valorização da diversidade e a possibilidade de mostrar do que somos capazes,” declara o diretor e professor da Núcleo Cachoeirense de Dança, Jeremias Shaydegger.

Dança sobre superação do câncer

Outro destaque da programação no início desta semana foi o espetáculo “Vírgula”, da Portal Produtora Cultural (ES), apresentado na noite desta segunda-feira (29), também no Teatro Rubem Braga. Na montagem, a coreógrafa e bailarina Sandra Motta aborda o seu processo de superação do câncer de mama por meio da dança e uma encenação bem-humorada.

“Eu sou muito alegre, mesmo enfrentando doença. O meu objetivo é mostrar que é possível vivenciar esses momentos de uma maneira mais positiva. A gente precisa ressignificar a nossa história de outra forma”, comentou Sandra durante bate-papo com a plateia logo após a apresentação.

O Facci

O VIII Festival de Artes Cênicas é uma realização da Prefeitura de Cachoeiro, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult). O evento segue até domingo (4), com mais de 50 apresentações gratuitas de artistas do Espírito Santo e de outros seis estados. Confira a programação completa.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*