KENNEDY: vereadora de Kennedy e assessora são detidas com envelope contendo dinheiro, possivelmente, falso

O monitoramento de um pacote suspeito contendo notas falsas de Real, na Agência dos Correios de Presidente Kennedy, culminou com a condução da vereadora do município, Mirian Jesus de Faria, mais conhecida como Mirian do Baldo, e uma assessora, que não teve o nome divulgado, para a delegacia de Polícia Federal (PF) de Cachoeiro de Itapemirim.

A encomenda foi identificada como suspeita pelo próprio Correios após passar pelo scanner em um dos centros de distribuição do órgão, que comunicou o fato à Polícia Civil.

Desde então, o pacote passou a ser monitorado. E, na manhã desta quinta-feira (30), a assessora da vereadora esteve na agência dos Correios para retirar a encomenda. Ao ser abordada pelos policiais, ela informou que foi ao local retirar o pacote a pedido da vereadora Mirian, que também foi detida pelos policiais e disse que buscava o envelope a pedido de sua irmã.

A vereadora e assessora, assim como o envelope contendo as notas de Real, possivelmente falsas, foram conduzidas para a Delegacia de Polícia Federal de Cachoeiro, onde as notas serão submetidas à perícia, e as mulheres vão prestar depoimento.

Falsificação de dinheiro, assim como portar notas falsas, são crimes previstos no Código Penal Brasileiro, com pena que pode chegar a 12 anos de detenção.

Nota da Câmara

Sobre os acontecimentos ocorridos nesta manhã envolvendo a vereadora Mirian Jesus de Faria, a Câmara Municipal de Presidente Kennedy vem informar que as ocorrências noticiadas pela imprensa não dizem respeito a qualquer ato de alçada deste Poder Legislativo Municipal, cabendo apenas à vereadora envolvida prestar as informações pertinentes. Outrossim, esta Câmara acompanhará os desdobramentos dos fatos.

Fonte: Kennedy em Dia

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*