INVERNOS, já no Mourads

Fotos: Márcia Leal – A escritora Claudia Sabadini lançou a obra Invernos, sábado, em Cachoeiro

Cláudia Sabadini presenteia mais uma vez os amantes das letras com sua quinta obra, Invernos. O Lançamento foi lindo, como o sorriso e a dedicação da autora à literatura

Apresentação dança cigana: Carol Miranda (filha do nosso querido Toninho Miranda)

Vai passar pelo centro da Capital Secreta do Mundo? Pare no Café Mourad’s, peça um capucino ao Garcia e se delicie com uma das dezenas de crônicas que estão reunidas na obra Invernos, da escritora cachoeirense Cláudia Sabadini. É isto, o lançamento foi sábado, 03, na Cafeteria Cheirin Bão, no bairro Gilberto Machado. Por lá os admiradores, os literatas, os amigos de Claudinha, jornalistas, o prefeito Victor Coelho e outras autoridades fizeram questão de parabenizar a escritora e claro, receber um autógrafo.

O prefeito Victor Coelho recebendo o autógrafo da escritora Cláudia Sabadini

Cláudia é jornalista e secretária de Comunicação da Prefeitura de Cachoeiro, já publicou outros quatro livros, para ela: “Escrever, portanto, é travessia nessa estação em que, muitas vezes, faltam-nos luz e direção”.

A obra é uma coletânea de crônicas e contos, escritos ao longo dos últimos 10 anos, e que marca uma carreira literária que já soma 30 anos e cinco obras publicadas. 

O livro é dividido em duas partes: Invernos Meus e Invernos dos Outros. “Na primeira parte, o leitor encontra o eu; na segunda, os outros; nas duas, depara com sujeitos em rota de mudança do estar no coletivo para o estar só, com seus desassossegos”, relata a professora Beatriz Fraga, que assina o prefácio e a revisão dos textos.

Já a concepção visual da obra é do designer gráfico Matheus Rocha, que traz uma proposta minimalista e icônica, convidando leitores e leitoras a uma imersão aos diversos invernos registrados – daí a numeração da página ser expressa em graus celsius negativos.

O livro conta, ainda, com outras duas importantes contribuições: da secretária de Cultura e Turismo Fernanda Martins, que escreveu a orelha da obra, e da fotógrafa Márcia Leal, responsável pela foto de capa da autora. A impressão é da Gráfica Digrapel.

“Já não sonho, hoje faço/ Com meu braço o meu viver/ Solto a voz nas estradas/ Já não quero parar”. Os versos, embora pareçam extraídos do livro “Invernos”, são de Brant, parceiro musical de Milton e jornalista, tal como Claudia – ela que, em prosa e toda prosa, faz mais uma travessia literária.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*