Interesse por games saltou na pandemia

Durante pandemia, faturamento de jogos eletrônicos chega a dobrar

Com tempo mais livre durante a pandemia, muitas pessoas optaram por jogos eletrônicos e dados do setor mostram um aumento significativo de vendas. O que dizem as maiores empresas do setor:

Em relação ao mesmo período de 2019, a Sony aumentou seu faturamento no segmento de games em 149%. Entre abril e junho, foram vendidos 91 milhões de jogos para PlayStation 4, alta de 83% na comparação anual. Na Microsoft, o faturamento da unidade de games (venda de consoles, jogos e assinaturas) disparou 65%.

A Nintendo viu os pedidos pelo console Switch dispararem, e a quarentena impulsionou as vendas do blockbuster “Animal crossing: new horizons”. Lançado em março, o game vendeu 12 milhões de cópias em 11 dias e, no segundo trimestre, mais 10,6 milhões. A empresa mais que dobrou seu faturamento, para US$ 3,4 bilhões, e fez seu lucro disparar 428%, para US$ 1,4 bilhão, frente ao mesmo mês de 2019.

Tenho como fonte: 

Dr Lucas Bifano Mendes Brito – Psiquiatra especializado em gestão e cuidados de medicina de família pela UFMG e Psiquiatria pelo instituto IPEMED Ciências Médicas. Com formação médica pela Faculdade de Medicina de Ipatinga, tem vasta experiência quando o assunto é saúde pública e mental tendo tido destaque em seu trabalho relacionado ao uso benéfico dos meio eletrônicos na saúde mental. Desde então, trabalha no setor público como médico da família, e psiquiatria no setor privado. Atualmente, faz parte do Grupo de estudos Lúdicos (vertente de estudos formada por grandes universidades brasileiras, como a USP), ao lado de grandes nomes nacionais do meio acadêmico, acompanhando diversos estudos e possíveis publicações para mestrado e doutorado, além de ser médico auditor e referência em seu município, preservando a essência da promoção e prevenção da saúde estabelecida pelo SUS com uma base a mais de empatia e humanismo. Atuou também de forma pioneira em sua região na linha de frente do combate ao Corona vírus, ajudando os pacientes atendidos pela rede pública de saúde. 

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*