Publicidade

Idaf apreende duas cargas de madeira irregular no sul do Estado

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) apreendeu, nesse fim de semana, duas cargas com aproximadamente 43 metros cúbicos de madeira nativa irregular. As ocorrências foram registradas pela equipe do Posto de Fiscalização Agropecuária Zito Pinel, na localidade de Pequiá, em Iúna, na divisa do Estado com Minas Gerais.

De acordo com o diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, as cargas estavam irregulares, porque não tinham o Documento de Origem Florestal (DOF), que é obrigatório. Outra irregularidade constatada foi que os infratores se encontram bloqueados no sistema de emissão do documento, não podendo realizar o comércio legal de material nativo.

“O Documento de Origem Florestal é uma licença obrigatória para transporte e armazenamento de produtos e subprodutos florestais de espécies nativas brasileiras. O documento é importante para o controle e para evitar falsificações, uma vez que todos os elos da cadeia têm responsabilidade pela procedência e legalidade da madeira que utilizam ou transportam”, ressalta o diretor-presidente do Idaf.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade