GUERRA DO TRAFICO: Russinho assassinado com quatro tiros de pistola 9 mm no bairro Nova Anchieta

Russinho é assassinado a tiros no bairro Nova Anchieta, mais uma vítima da guerra do tráfico

Russinho estava sendo investigado por uma tentativa de homicídio contra um adolescente na semana passada / foto- Arquivo pessoal

Mais um assassinato mancha de sangue o bairro Nova Anchieta, na Terra do Santo Beato, desta vez, Eduardo Santos Tambara, 29 anos, vulgo russinho foi alvejado com 4 a cinco tiros disparados por uma pistola 9 mm, por volta das 23h00, desta terça-feira 28, na porta de uma lanchonete.

A Reportagem conversou com o delegado de Anchieta, Marcos Nery e ele informou que russinho possuía uma ficha no crime, inclusive estava sendo investigado uma tentativa de homicídio contra um adolescente na semana passada, ele figurava como o autor.  Na semana passada ele desferiu cinco facadas em um rapaz de 18 anos no mesmo bairro onde morava e foi assassinado nesta noite passada, a informação é que o adolescente vítima da tentativa continua internado em estado grave em um hospital da Grande Vitória.

O delegado frisou que Russinho é acusado de cometer diversos delitos na cidade, como por exemplo assalto a ônibus. O inquérito foi instaurando para apurar a autoria deste crime. Lembrando que, o bairro Nova Anchieta recentemente teve dois adolescentes assassinados, todos com envolvimento no tráfico de drogas.

Convém ressaltar que com este assassinato sobe para seis somente neste ano o número de jovens assassinados em Anchieta, e todos com envolvimento na guerra do tráfico de drogas, o que preocupa a polícia, pois além destes crimes violentos outros delitos também ocorrem na cidade. No mesmo período do ano passado quatro pessoas haviam sido assassinadas em Anchieta.

Outra preocupação da polícia é que cada vez mais jovem, os adolescentes acabam se envolvendo com o mundo das drogas sonhando com assumir comandos e suas vidas são ceifadas cedo demais, o crime dificilmente perdoa quem escolhe trilhar por ele.

O corpo de Russinho foi periciado e conduzido ao Departamento Médico Legal – DML, de Cachoeiro de Itapemirim, onde será necropsiado e liberado para sepultamento.  E mais uma família fica de luto na cidade.   

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*