Publicidade

Governo do ES irá lançar plataforma virtual ‘Conselho de Usuário de Serviços Públicos’ para incentivar participação cidadã

O Espírito Santo é o primeiro Estado a implementar o modelo de plataforma virtual já adotado pela Controladoria-Geral da União (CGU)

Em um passo pioneiro em âmbito nacional, o Governo do Espírito Santo, por meio da Secretaria de Controle e Transparência (Secont), anuncia a implementação da plataforma virtual ‘Conselho de Usuários de Serviços Públicos’ até o final deste ano. Essa iniciativa, que adota o modelo já lançado anteriormente pela Controladoria-Geral da União (CGU), faz parte de uma das ações de desempenho e andamento do Planejamento Estratégico da Secont.

A plataforma virtual reforça o objetivo de promover a transparência, a eficiência e a qualidade dos serviços públicos. Por meio dela, qualquer cidadão poderá se inscrever e tornar-se conselheiro, sugerir propostas de melhorias e propor soluções para o melhor atendimento às necessidades da população em relação a quantos serviços julgar conveniente, em um ou mais órgãos.

Com um layout intuitivo e acessível, o Conselho de Usuários permite que os cidadãos conduzam pesquisas e compartilhem experiências sobre a qualidade dos serviços públicos a qualquer momento, no Fórum de Melhorias de Serviços Públicos, espaço aberto destinado à exposição de propostas. Além disso, a plataforma oferecerá funcionalidades como enquetes, rankings de engajamento, melhorias de propostas, comentários e discussões e notificações.

Para o especialista em políticas públicas e gestão governamental, que também integra a coordenação da Ouvidoria-Geral, Rômulo Alcântara, a implementação do Conselho de Usuários está em uma das principais iniciativas da Secont de fomento ao controle social. “Além da ferramenta facilitar a participação dos usuários na avaliação e acompanhamento dos serviços públicos, a nova plataforma também garante a inclusão de representantes para atender às necessidades de todos os grupos”, pontuou.

O subsecretário de Estado de Transparência, Fabiano Louzada,  ressalta que o Conselho vai incentivar o diálogo entre os órgãos governamentais e os cidadãos usuários. “Com a implementação da plataforma, o Governo espera fortalecer a relação e a colaboração entre o Estado e sociedade, promovendo uma gestão pública cada vez mais transparente, inclusiva e eficiente”, salientou.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *