Publicidade

Fapes investe R$ 1 milhão no primeiro laboratório de Biossegurança Nível 3 do Espírito Santo

O Espírito Santo terá, em breve, o primeiro laboratório de nível de biossegurança 3, conhecido por NB3. Uma conquista para o desenvolvimento da pesquisa capixaba, o novo laboratório será abrigado na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e recebeu o aporte financeiro de R$ 1.944.107,51, sendo R$ 1 milhão da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) e R$ 944.107,51 do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). O recurso foi obtido a partir da participação da Ufes na Chamada Pública MCTI/Finep/Infraestrutura NB-3 de 2020.

Os recursos serão aplicados na estruturação do espaço, principalmente na compra de equipamentos, para aparelhar adequadamente o laboratório. Desta forma, será possível viabilizar a classificação como laboratório de biossegurança de nível 3. A previsão é de que até o final do segundo semestre deste ano o novo laboratório esteja em funcionamento para receber as pesquisas que exigem um nível maior de segurança na manipulação de microrganismos.

A diretora-presidente da Fapes, Cristina Engel, destacou a participação da Fundação em um projeto tão importante para o setor da pesquisa capixaba. “Um laboratório desse nível e com essa importância depende, basicamente, de instalações, equipamentos e recursos humanos. A Ufes dispõe de recursos humanos de incontestável competência. Assim, o apoio da Fapes na aquisição de equipamentos nos enche de orgulho, especialmente neste momento em que a necessidade de avanço científico na área de biossegurança se mostra cada vez mais urgente”, pontuou.

Cristina Engel também comentou sobre as expectativas com a implantação do novo laboratório. “Queremos que nossos pesquisadores possam continuar avançando na produção do conhecimento, em condições adequadas e em plena segurança. Como resultado final, certamente a sociedade espírito-santense será a grande beneficiada com esse empreendimento”, enfatizou.

Para ser elevado do nível de biossegurança 2 (NB2) para o nível de biossegurança 3 (NB3), são necessárias importantes adequações, como a instalação de sistema de pressão negativa para exaustão e filtração do ar do interior do ambiente. O novo laboratório contará com cabines de segurança biológica, citômetro de fluxo multiparamétrico, centrífugas e incubadoras biológicas, entre outros equipamentos para receber as pesquisas que exigem um nível maior de segurança na manipulação de micro-organismos.

O pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal do Espírito Santo Ufes, Valdemar Lacerda Jr. comemorou a independência da Ufes, a partir do funcionamento do laboratório NB3: “A implementação da infraestrutura, associada ao laboratório NB3, irá apoiar a realização de atividades de pesquisas vinculadas diretamente a oito programas de pós-graduação, 77 pesquisadores e, aproximadamente, 210 alunos de pós-graduação. Além dos projetos diretamente ligados às pesquisas sobre a Covid-19, existem ainda outros 14 projetos que se relacionam ao estudo de patógenos dependentes deste novo laboratório. Isso vai permitir à Ufes e ao Espírito Santo uma independência científica e um crescimento nas pesquisas”, enalteceu Lacerda Jr.

O coordenador do projeto do Laboratório NB3 e professor do Programa de Pós-Graduação em Doenças da Ufes, Daniel Gomes, explicou a inserção do Espírito Santo no grupo de estados brasileiros que têm o mesmo modelo de laboratório.

“Existem, no Espírito Santo, 14 projetos de pesquisa que envolvem o vírus SARS-CoV-2 (Covid-19), com potencial direto de utilização do NB3. Se não tivéssemos conseguido estruturar esse laboratório, teríamos que utilizar outras universidades parceiras para desenvolver as pesquisas na fase de manipulação do vírus, o que traria limitações significativas às pesquisas em andamento. Além disso, esta estrutura oferece oportunidade de expansão das atividades de pesquisa no Espírito Santo”, afirmou Daniel Gomes.

Programas de pós-Graduação a serem atendidos diretamente com a

estrutura do Laboratório NB3:

·         PPG Doenças Infecciosas

·         PPG Biotecnologia

·         PPG Ciências Fisiológicas

·         PPG Bioquímica e Ciências Farmacêuticas

·         PPG Educação Física

·         PPG Química

·         PPG Saúde Coletiva

O que é o Laboratório NB3

O NB3 é destinado ao trabalho com microrganismos que acarretam elevado risco individual e baixo risco para a comunidade, permitindo estudos com patógenos de alto risco biológico, como Sars-Cov-2 (Covid-19) Mycobacterium tuberculosis (tuberculose), Mycobacterium leprae (hanseníase), Ebola vírus e HIV.  

No Espírito Santo, o NB3 está sendo estruturado no Núcleo de Doenças Infecciosas do Centro de Ciências da Saúde da Ufes (NDI-Ufes), para ser utilizado por uma equipe multidisciplinar, formada por pesquisadores e alunos de pós-graduação de diferentes departamentos da Ufes. A estrutura também será cedida para outras instituições de Ensino Superior localizadas no Estado, como o Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) e instituições privadas.

O laboratório com o nível de biossegurança 3 é considerado o maior para instituições de ensino. O laboratório com o nível 4 de biossegurança, na classificação da Anvisa, é destinado aos centros de pesquisa e indústrias.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade