Famílias de circos são atendidas pela assistência social de Guaçuí/ES

As famílias estão sendo assistidas desde janeiro, por causa das consequências das enchentes e, agora, devido à pandemia do Coronavírus

A situação de artistas e trabalhadores de dois circos que estão acampados no antigo Parque de Exposições de Guaçuí tem provocado comoção de algumas pessoas e comentários nas redes sociais. Diante disso, a Prefeitura de Guaçuí esclarece que as equipes do Centro de Referência de Assistência Socia e Gestão, da Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos, Trabalho e Renda (Semasdh), estão acompanhando as famílias desde antes do evento da pandemia de Coronavírus (Covid-19) e atendimento segue sendo feito até hoje.

O circo chegou a Guaçuí em janeiro, quando sofreu com as consequências das intensas chuvas que atingiram o município e região, durante todo o mês e seguiu por fevereiro. Naquela oportunidade, as famílias circenses receberam colchões, cobertores, roupas, kits de limpeza e cestas básicas. Além disso, segundo a Semasdh, quase todas são cadastradas ao CadÚnico (apenas uma não era), o que as incluiu, automaticamente, no direito de receber o Auxílio Emergencial, do Governo Federal, liberado atualmente durante a pandemia, o que já estão recebendo. “Estamos atendendo a essas famílias há muito tempo, desde a época das enchentes e elas ainda estão no parque de exposições por opção deles, por uma questão cultural deles, e não porque não estão sendo amparadas”, afirma a secretária municipal de Assistência Social, Adriana Peixoto.

Além disso, as famílias dos circos têm recebido ajuda de pessoas da comunidade que ficaram preocupadas com a situação, diante das circunstâncias de isolamento pelo Coronavírus. Algumas dessas pessoas foram informadas que as famílias estão sendo assistidas, mas mesmo assim resolveram entregar cestas básicas, por uma questão de solidariedade e querem também colaborar para que elas não corram o risco de passar qualquer necessidade. “As pessoas estão comovidas, com o momento que todos passamos, e querem ajudar, e isso é muito louvável, mesmo sabendo que estão sendo atendidos pelo município e estão recebendo o auxílio emergencial”, afirma Adriana. Contudo, ela adianta que a equipe da Assistência Social irá voltar ao local nesta segunda-feira (4), para ver como está a situação.

A Prefeitura de Guaçuí ratifica o esclarecimento de que as equipes da Assistência Social estão acompanhando as famílias circenses, além de estarem recebendo suporte de outros setores da administração.

A Semasdh informa, ainda, que dois responsáveis familiares que fazem parte dos circos estiveram no Cras, na última quinta-feira (30), para pegarem máscaras faciais que estavam sendo distribuídas no local, para o uso e prevenção de todos os membros das famílias contra a pandemia. Nesta oportunidade, a equipe aproveitou para averiguar sobre a situação alimentar do grupo e os dois declararam que atualmente não necessitavam de cestas básicas, porque estavam recebendo várias doações, além do Auxílio Emergencial. Apenas um das famílias não tinha inscrição do CadÚnico, mas foi dada orientação para se dirigir ao setor do Bolsa Família e fazer a inscrição.

Logo, a Prefeitura de Guaçui ratifica o esclarecimento de que as equipes da Assistência Social estão acompanhando as famílias circenses, além de estarem recebendo suporte de outros setores da administração municipal. Todas também estão sendo assistidas e acompanhadas pelas Secretarias de Saúde (com atendimento às famílias na unidade de saúde próxima a elas), de Obras, Infraestrutura e Serviços Públicos (com fornecimento de energia elétrica e limpeza pública) e de Cultura, Turismo e Esportes, além do SAAE (que está fornecendo o abastecimento de água). Ou seja, o atendimento não se resume ao fornecimento de alimentos, mas de todo o necessário para o bem estar das famílias envolvidas.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*