Evair de Melo será membro da Comissão Externa da Câmara que vai acompanhar o desastre de Brumadinho

Parlamentar é o único capixaba na Comissão

 

A Câmara dos Deputados criou nesta terça-feira (29) uma Comissão Externa que irá acompanhar as investigações e os desdobramentos do rompimento da barragem de rejeitos da Vale no município de Brumadinho-MG. A CEXBRUMA, como é chamada, conta com 14 representantes e o deputado federal Evair de Melo (PP-ES) é único representante capixaba nesta atividade.

Para Evair, é inadmissível que uma empresa do porte da Vale cometa erros grosseiros em segurança. “Uma vergonha. A Vale deveria ser escola, referência, padrão nesse quesito. Portanto, não podemos ter nenhum tipo de benevolência nas punições, bem como qualquer tipo de modéstia nas alterações legais necessárias. Mas estou convencido que não é por falta de lei, é sim falta de aplicação de técnica adequada”.

Em meio a repercussão do rompimento da barragem de rejeitos em Brumadinho, e considerando os sérios danos que um desastre semelhante – ocorrido em  Mariana/MG – causou ao Espírito Santo, Evair acompanha de perto os fatos para que outras barragens não causem mais danos ao meio ambiente e aos brasileiros, especialmente aos capixabas. O parlamentar enviou ofícios à Agência Nacional das Águas (ANA), à Agência Nacional de Mineração (ANM) e à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais solicitando um relatório sobre o grau de risco das barragens na bacia do Rio Doce.

Os deputados mineiros Zé Silva (SD) e Newton Cardoso Júnior (MDB) foram os parlamentares que sugeriram a criação da Comissão Externa, pedido atendido pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Na próxima terça-feira, 5, está marcada a primeira visita do grupo ao município, que conta com a assessoria técnica das agências nacionais das Águas (ANA) e da Mineração (ANM). Vários deputados também já declararam apoio à criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigação dos crimes ambientais das mineradoras e avaliação dos riscos de possíveis tragédias em Brumadinho, Mariana e em outras barragens em todo o Brasil.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*