Publicidade

Esporte em alto nível: 4 competidores capixabas com destaque no cenário internacional

Historicamente, o Espírito Santo é um Estado que tem a cultura e o DNA esportivo enraizado em sua cultura, revelando para o mundo atletas do mais alto nível. O fato é que, no cenário atual, os capixabas continuam sendo muito bem representados pelos conterrâneos no esporte internacional.

Com cada um atuando em uma modalidade específica, os capixabas Richarlison (futebol), Brunno Botteon (poker online), Alisson “Mamute” (vôlei de praia) e Didi Louzada (basquete) estão na prateleira mais alta do esporte e são a prova da força e tradição competitiva do Estado.

Richarlison — jogador de futebol

Titular da Seleção Brasileira e do Everton, clube da primeira divisão do Campeonato Inglês, Richarlison tem representado muito bem o Espírito Santo no mundo esportivo. A última grande conquista do atleta capixaba veio nos Jogos Olímpicos de Tóquio, quando ele foi um dos principais destaques na campanha da medalha de ouro do Brasil.

Com cinco gols anotados no torneio, Richarlison foi coroado com a artilharia isolada da competição. Em entrevista para a imprensa após a vitória do Brasil sobre a Espanha por 2 a 1 na grande final, o atacante destacou o seu esforço para jogar o Jogos Olímpicos de Tóquio, visto que fisicamente ele não estava 100% e atuou à base de injeções para superar o desgaste físico.

Richarlison também vem jogando em alto nível pelo Everton, na Premier League, considerada por muitos especialistas e jogadores como a liga nacional mais disputada do futebol mundial. Desde 2018 no clube inglês, o capixaba está na lista de contratações de grandes clubes do futebol mundial, como Barcelona, PSG e Real Madrid.

Brunno Botteon — competidor de poker online

Poucos esportistas tem o orgulho de alcançar o status de melhor do mundo em algum momento da carreira, independentemente da modalidade praticada. Craque no poker online, o capixaba Brunno Botteon é um desses competidores que podem se orgulhar de ter alcançado o posto mais alto em sua modalidade.

Brunno se tornou o melhor competidor de poker online do mundo em 2020, pela primeira vez na carreira — o ranking global é organizado pela plataforma PocketFives (conteúdo em inglês). No evento mais importante da modalidade, o capixaba brilhou no Campeonato Mundial de Poker Online (WCOOP) 2020 ao conquistar o bicampeonato na série.

Vale destacar que Brunno chegou à primeira posição no dia 13 de dezembro do ano passado, posto esse que ele sustentou por 12 semanas consecutivas. Até então, nenhum competidor brasileiro havia conseguido permanecer na liderança do ranking mundial durante o período mencionado.

Alison “Mamute” Cerutti — jogador de vôlei de praia

Um dos melhores jogadores da história do vôlei de praia brasileiro e mundial, Alisson “Mamute” Cerutti ainda segue na ativa e atuando no mais alto nível. Nos últimos anos, Alisson acumulou muitas conquistas e levou o nome do Espírito Santo para o lugar mais do pódio em muitas competições de nível nacional e internacional.

O que não falta são títulos de peso na sua vitoriosa carreira. São alguns deles: Jogos Olímpicos (2016), Copa do Mundo (2013), Campeonato Mundial (2014 e 2015), Circuito Mundial (2011 e 2015), Jogos Pan-Americanos (2011), Sul-Americano (2014) e World Tour Finals (2015 e 2016).

crédito Pixabay

Recentemente, “Mamute” anunciou o fim da parceria de dois anos com o atleta Álvaro Filho. Visando o lugar mais alto do pódio nos Jogos Olímpicos de 2024, que acontecerá em Paris, nos próximos anos o capixaba competirá ao lado do carioca Guto Carvalhaes. Guto é o atual vice-campeão do Superpraia, uma das competições mais importantes do Circuito Brasileiro de Voleibol de Praia.

Didi Louzada — jogador de basquete

Atleta da NBA pela franquia do New Orleans Pelicans, Didi Louzada é uma das principais esperanças do basquete brasileiro para os próximos anos. Com apenas 22 anos de idade, o ala terá a oportunidade de jogar uma temporada completa de NBA pela primeira vez em sua carreira.

Vale destacar que o atleta capixaba vinha atuando com regularidade no basquete australiano, no Sydney Kings — franquia que é parceira da NBA. A ideia dos Pelicans foi proporcionar mais ritmo de jogo e experiência a Didi, que não vinha jogando com frequência na NBA.

O desempenho de Didi no basquete australiano foi acima da média e acabou chamando a atenção dos dirigentes dos Pelicans. Como recompensa de suas atuações consistentes em duas temporadas no basquete da Oceania, o capixaba teve o seu contrato renovado por mais quatro anos junto à franquia da NBA e está preparado para ganhar uma sequência de jogos maior nos Pelicans.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade