Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home3/esnotici/domains/espiritosantonoticias.com.br/public_html/wp-content/themes/layout_2019/single.php on line 11

Escola de Cachoeiro ganha em primeiro lugar o prêmio de ‘Boas Práticas na Educação’ da Sedu

A Escola Presidente Getúlio Vargas, mais conhecida como Polivalente Aquidabã, mais uma vez é destaque em cenário estadual com o projeto “Livro É Lugar de Fala”. Na última semana o colégio ficou em primeiro lugar no prêmio “Sedu: Boas Práticas na Educação 2019”.

O evento realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação (Sedu), no Palácio Anchieta, em Vitória, teve como objetivo reconhecer o resultado do trabalho desenvolvido por professores, coordenadores, pedagogos e diretores, entre os anos de 2018 e 2019, nas unidades escolares da Rede Pública Estadual.

Em sua 13ª edição, o Prêmio Sedu contou com 302 projetos inscritos em cinco temas: “O professor no cotidiano escolar – Ensino Fundamental”, “O professor no cotidiano escolar – Ensino Médio”, “O pedagogo e o coordenador pedagógico no cotidiano escolar”, e “Boas Práticas do gestor escolar e do coordenador de turno”, nas categorias “Gestão pedagógica” e “Gestão administrativa”, em que, para cada categoria, foram premiados os classificados em 1º e 2º lugar.  Cada vencedor recebeu um notebook e um projetor (Datashow). As escolas nas quais os projetos foram desenvolvidos foram premiadas, respectivamente, com os valores de R$ 25 mil e R$ 20 mil.

E o prêmio de R$ 25 mil na categoria “Boas Práticas do Professor”, com o tema “O Professor no Cotidiano Escolar” ficou com os cachoeirenses da Escola Presidente Getúlio Vargas. De acordo com a professora Maria Gabriela Verediano Balardino, uma das proponentes do projeto, esse valor vai garantir mais três edições do projeto “Livro É Lugar de Fala”.

“A portaria é lançada todos os anos para as escolas das redes estaduais. Sabíamos que era uma boa oportunidade de participar e decidimos nos inscrever para manter o projeto funcionando na escola. Estávamos ansiosos porque a manutenção do projeto dependia desse prêmio. Estamos felizes por saber que um projeto que começou ano passado já virou cultura da escola, e atingirá mais alunos por mais tempo”, comemora a professora.

A professora afirma que o projeto está cada vez mais sólido e, assim, atraindo um maior número de alunos para participarem e se inserirem cada vez mais no mundo literário. Com a atual premiação, a escola chegará em um total de cinco edições literárias na escola.

“É um feito histórico na rede estadual. Nós tivemos a oportunidade de mostrar que é possível uma escola pública de qualidade. Os alunos lutaram por isso, acreditaram na qualidade do ensino e entenderam o quanto isso é importante para seu próprio desenvolvimento pessoal. Estamos planejando ampliar para outros gêneros literários que não só a crônica. O conto e a poesia devem ser mais explorados nas próximas edições”, relata Maria Gabriela.

Fonte: Aqui Notícias

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*