Energy Starter abre inscrições para startups com soluções digitais no setor elétrico

A EDP acaba de lançar a sétima edição do Energy Starter, o programa global criado com a missão de unir startups do setor elétrico a especialistas da EDP para desenvolver soluções inovadoras. Nesta edição, o programa foi repensado para maximizar a produtividade da relação entre as startups e as unidades de negócio da EDP. Por isso, será dividido em três módulos de aceleração especializados – Redes do Futuro, Energias Renováveis e Soluções para Clientes. As candidaturas para o primeiro módulo desta edição, Redes do Futuro, estão abertas até 1 de junho, através do https://theenergystarter.com/

Neste ciclo, startups de todo o mundo são convidadas a apresentar soluções inovadoras relacionadas com novas redes elétricas, gestão e operação de redes, interação de mercado, experiência do cliente, gestão de ativos, cidades inteligentes, entre outros. Após o processo de candidatura e avaliação, as startups selecionadas vão participar num bootcamp desenvolvido em parceria com a Beta-i onde, durante quatro meses, trabalharão em conjunto com a EDP para desenvolver projetos-piloto. Estas equipes terão ainda acesso a mentores e especialistas que irão apoiar o desenvolvimento de provas de conceito relevantes e contarão, também, com a expertise da EDP Ventures. 

A cada quatro meses, o programa passará para o módulo seguinte, percorrendo desta forma toda a cadeia de valor da EDP. O segundo módulo será focado em energias renováveis – área em que o Grupo EDP tem o objetivo ambicioso de desenvolver mais 20GW até 2025 – e no hidrogênio verde. O último módulo será focado em soluções de cliente e mobilidade, onde se pretende identificar e desenvolver soluções direcionadas para os consumidores, facilitando a transição para a mobilidade elétrica e a adoção de soluções de geração distribuída. O programa terminará com um evento onde as soluções desenvolvidas nos vários módulos serão partilhadas com o ecossistema. 

“Queremos encontrar soluções inovadoras para os pilares estratégicos da EDP. Essa nova edição do Energy Starter evolui junto com os nossos programas de inovação aberta e vem para contribuir com ecossistema como um todo.” Diz Andrea Salinas, diretora de Inovação e Ventures da EDP no Brasil. 

Ao longo das seis edições já realizadas, mais de 150 startups participaram no Energy Starter, tendo realizado mais de 80 negócios (pilotos, rollouts e investimentos). Na última edição, o programa recebeu mais de 700 candidaturas.  

Inovação na EDP no Brasil 

As áreas de Inovação e Ventures da EDP tiveram seu melhor desempenho em 2021. Pelo segundo ano consecutivo, a EDP foi considerada a empresa mais inovadora do setor elétrico no prêmio Valor Inovação Brasil e ranqueada como a número 1 na lista das empresas do setor que mais investem em inovação aberta no País pela Top 100 Open Corps. 

No ano passado, a EDP se conectou com 360 novas startups, um crescimento de 56% em relação a 2020. Destas, 81 avançaram para sessões de mapeamento de oportunidades, o que resultou em 33 projetos para testes de novas soluções ou modelos de negócios. O Starter Business Acceleration, programa mundial de aceleração para startups que oferecem soluções aplicáveis ao setor de energia, recebeu 736 inscrições de 78 países ao redor do mundo. Entre as 10 selecionadas para a final, três vieram do Brasil: Litro de Luz, NeuralMind e SolarZ.  

Em 2021, a EDP Ventures Brasil, veículo de capital de risco do Grupo, realizou aportes em três startups: Delfos, voltada à otimização de performance e redução de riscos operacionais para ativos como usinas eólicas, fotovoltaicas e hidrelétricas, Clarke Energia, que ajuda empresas a reduzir em até 30% a conta de luz, e Voltbras, que oferece soluções de gerenciamento e pagamento de recarga para carros elétricos. 

Sobre a EDP no Brasil Presente há mais de 25 anos no País, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. Com mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, a Companhia tem negócios em Geração, Transmissão, e Soluções em Serviços de Energia voltados ao mercado B2B, como geração solar, mobilidade elétrica e mercado livre de energia. Em Distribuição, atende cerca de 3,6 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. Em 2021 foi eleita pelo segundo ano consecutivo a empresa mais inovadora do setor elétrico pelo ranking Valor Inovação, do jornal Valor Econômico, e é referência em ESG, ocupando o primeiro lugar do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3, no qual figura há 16 anos.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade