É o bicho, coleção infantil será lançada dia 30 em Piúma

A Série de Poesia “É o bicho”, de Fabiani Taylor, vem repleta de surpresas de convivência com o diferente,
o respeito da diversidade na unidade, a auto descoberta da beleza interior e seus reflexos no mundo exterior,
adianta Xica Feres

A escritora, poetisa, cronista, professora de Língua Portuguesa e colunista do Literatuando, Fabiani Taylor realmente não para. E para provar esta super ocupação, ela apresenta o novo projeto. A Coleção Poesia é o Bicho que está no forno e deverá ser lançada no dia 30 deste mês, no Restaurante Arrastão, no centro da cidade de Piúma.
De acordo com Fabiani a coleção tem como objetivo levar às crianças de 4 a 9 anos de idade diversas discussões acerca de sentimentos e virtudes que permeiam o período datado como infância. “Todas as histórias criadas, através da poesia, foram lidas para crianças de uma turma de 5º ano, de uma escola municipal, onde as mesmas discutiram o que seria a moral de cada uma delas, o que está nas entrelinhas e puderam, também, contar suas próprias histórias”, disse.
Para a escritora a escolha pelo gênero poesia fez com que a linguagem ficasse de fácil entendimento e propícia para iniciar as crianças para tantas outras poesias que lerão pela vida afora. “Nos desenhos de cada livro, prevalecerá uma cor para que as crianças se sintam atraídas por eles e saibam identificar a história a partir desse fato”.
Fabiani ressaltou que No Brasil, cada vez mais a leitura fica distante das pessoas, pela falta de tempo ou porque, hoje, as histórias são muito longas para quem trabalha o dia inteiro. Fica difícil até, dessa forma, ler para os filhos. “Observando tais situações, é que a Coleção Poesia é o Bicho pretende uma leitura rápida, mas de interpretação intensa, deixando espaço para as crianças falarem de suas experiências, bem como para
os pais, na hora da leitura para dormir, estabelecerem o momento de reflexão com os filhos”.
Quem assina a apresentação da obra é a professora Francisca Feres que está apaixonada. “As histórias também trazem liberdade imaginativa sensorial por intermédio dos cheiros e sons, arrepios e temores, numa nuance completa da interação com o outro, seja ele portador de necessidades especiais ou não. A cada título dessa coleção nos encantamos com a leveza que se faz presente e no trato de situações das mais diversas possíveis”, descreveu.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*