DESABRIGADOS NO ES: 27 municípios estão em alertas de alto risco

Vila Pavão registrou um acúmulo de 54.20 milímetros de chuva em 24 horas

O Espírito Santo tem 27 municípios com alertas de risco alto e moderado para alagamentos e deslizamentos de terra por causa das fortes chuvas que atingem a região desde sexta-feira (07).

A informação é do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) e foi divulgado pela Defesa Civil Estadual na tarde deste domingo (09).

Segundo o Cemaden, Ibatiba Cachoeiro de Itapemirim estão com alto risco de deslizamento de terra e risco moderado para alagamentos. Castelo Afonso Cláudio tem risco moderado para ambos os fenômenos.

Já Ecoporanga está em risco moderado para alagamento. Outros 22 municípios capixabas estão em alerta de risco moderado para deslizamento de terra. Veja quais são:

Santa Maria de Jetibá
Muqui
Alfredo Chaves
Guaçuí
Alegre
Brejetuba
Aracruz
Guarapari
Iúna
Ibitirama
Vargem Alta
Rio Novo do Sul
Mimoso do Sul
Jerônimo Monteiro
Anchieta
Piúma
Conceição do Castelo
Linhares
Muniz Freire
São José do Calçado
Domingos Martins
Marechal Floriano

Centenas de famílias ficam desalojas com fortes chuvas no ES

As chuvas intensas que atingem o Espírito Santo já obrigou centenas de famílias de saírem de suas casas. De acordo com o boletim da Defesa Civil Estadual, divulgado às 17h deste domingo (09), pelo menos 287 pessoas estão desalojadas no Estado. Além disso, outras quatro estão desabrigadas.

Ibatiba

Segundo o boletim, duas pessoas estão fora de casa em Afonso Cláudio, outras duas em Alegre, 23 em Bom Jesus do Norte, 100 em Ibatiba e outras 160 em Castelo.

Durante a tarde, a Defesa Civil de Castelo informou que 610 pessoas precisaram sair de casa temporariamente por conta da cheia do rio que corta a cidade. Outras 213 ficaram desabrigadas. O número, no entanto, ainda não foi contabilizado pelo órgão estadual.

De acordo com o boletim da Defesa Civil do Estado, há quatro pessoas desabrigadas em Muqui.

Saiba quais municípios do ES registraram o maior acumulado de chuva em 24 horas

Segundo dados do Cemaden, que compõe o boletim da Defesa Civil do Espírito Santo, o município de Ibatiba foi o que registrou o maior volume de chuva em 24 horas: 123,4 milímetros.

Aracruz, no Norte do Estado, foi o segundo município onde mais choveu neste período. Ao todo, foram registrados acumulados de 100.37 milímetros. Em terceiro lugar, aparece Linhares, também no Norte, com 95,40 milímetros em 24 horas.

Na Região Metropolitana, Guarapari registrou o maior volume de chuva:61.20 milímetros.

Veja os municípios do ES em que mais choveu em 24 horas 

Ibatiba – 123.4 milímetros
Aracruz – 100.37 milímetros
Linhares – 95.40 milímetros
Ibitirama – 84.60 milímetros
Afonso Cláudio – 82.84 milímetros
Venda Nova do Imigrante – 82.00 milímetros
Castelo – 78.20 milímetros
Brejetuba – 78.20 milímetros
Iúna – 76.20 milímetros
Anchieta – 72.00 milímetros
Conceição do Castelo – 72.0 milímetros
Guaçuí – 67.37 milímetros
Irupi – 67.00 milímetros
Alegre – 64.14 milímetros
Cachoeiro de Itapemirim – 62.22 milímetros
Guarapari – 61.20 milímetros
Vargem Alta – 59.00 milímetros
Rio Bananal – 59.00 milímetros
Rio Novo do Sul – 59.00 milímetros
São Domingos do Norte – 57.61 milímetros
Marechal Floriano – 56.00 milímetros
Vila Pavão – 54.20 milímetros
Mimoso do Sul – 53.60 milímetros
Governador Lindemberg – 52.85 milímetros
Piúma – 51.20 milímetros
Santa Maria de Jetibá – 49.95 milímetros
Ibiraçu – 48.30 milímetros
Alfredo Chaves – 48.00 milímetros
Barra de São Francisco – 47.09 milímetros
Marilândia – 45.40 milímetros
São Roque do Canaã – 42.96 milímetros
Muqui – 42.40 milímetros
Apiacá – 42.40 milímetros
Itaguaçu – 40.75 milímetros
Ponto Belo – 40.00 milímetros

Municípios sofrem com as chuvas intensas que atingem o ES

Por conta do grande volume de chuva, o rio que corta a cidade de Castelo, no Sul do Estado, transbordou. Ruas ficaram inundadas e várias pessoas precisaram sair de casa.

Em Cachoeiro de Itapemirim, o nível do Rio Itapemirim também subiu. De acordo com levantamento da Defesa Civil Municipal, por volta das 18h deste domingo, o nível chegou a 2,60 metros acima do leito.

De acordo com o monitoramento, o rio continua subindo. O município está com o Plano Preventivo Nível 2 em vigência.

O nível do rio que corta a cidade de Bom Jesus do Norte também subiu e gerou diversos pontos de alagamento no centro da cidade. Ao todo, 23 pessoas precisaram deixar suas casas.

Em Alegre, a chuva provocou diversos desmoronamentos de terra. Ruas e estradas chegaram a ficar interditadas e algumas famílias precisaram sair de casa.

Informacoes: Folha Vitoria.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade