Delegado de Piúma tem muito interesse na apuração dos fatos relacionados a operação em Vila Velha

A notícia publicada anteriormente é velha e o jornal atualiza os fatos relacionados a operação do dia 28 em Vila Velha

O delegado de Piúma, David Santana Gomes, está sendo alvo de uma apuração nas Corregedorias das Polícias Civil (PC) e Militar após operação que realizou em Vila Velha no último dia 28, juntamente com dois policiais militares. Mas ele assegura que tem muito interesse que tudo seja logo esclarecido e a verdade dos fatos venha à tona.

David marcou uma live com o jornal Espírito Santo Notícias para às 15h00 do dia 29, um dia depois do episódio em Vila Velha, para explicar o que de fato ocorreu na Rua das Acácias, ocasião em que ele arrombou uma casa e aprendeu 14 quilos de maconha. Estava no encalço de um traficante investigado por Piúma e com ligações com uma associação criminosa detida dias antes por ele no bairro Itaputanga. 

O Jornal enviou um e-mail fazendo uma solicitação a Polícia Civil do Estado do Espirito Santo para que autorizasse o delegado participar da live, entretanto, respondeu a solicitação informando que o delegado não deveria naquele momento participar da transmissão porque uma apuração estava ocorrendo.

Na tarde desta quinta-feira, 04, o Portal Espírito Santo Notícias republicou uma notícia requentada pelo portal ES EM DIA Litoral Sul, sobre a fala do secretário de Segurança do Estado do Espírito Santo, Alexandre Ramalho, em relação ao episódio que envolve o delegado de Piúma e dois policiais miliares em uma operação em Vila Velha.

Acreditando se tratar de fato novo, o Espírito Santo Notícias deu destaque e cometeu uma falha, dando destaque a informações já divulgadas sobre as apurações das Corregedorias das Polícias Civil e Militar sobre o delegado que responde por Piúma, David Santana Gomes, os soldados Juliano Araújo dos Santos e Cleyton Correia Gavi, que estavam na ação em Vila Velha no último dia 28.

Na verdade, o secretário Alexandre Ramalho falou à imprensa somente um dia depois do fato antes mesmo do delegado ser ouvido na Corregedoria. Depois não se pronunciou mais sobre o assunto.

O Espírito Santo Notícias, para cumprir com o seu lema: Jornalismo com Responsabilidade, encaminhou outra solicitação nesta tarde (04) à Polícia Civil do Estado do Espírito Santo, questionando se há algum fato novo e se a apuração da Corregedoria já chegou a um veredicto e recebeu uma nota dizendo o seguinte:

“A Secretaria da Segurança Pública informa que a fala citada nas reportagens foi realizada um dia após o fato e, até o momento, não há novidades que possam ser divulgadas a respeito das apurações das Corregedorias, que estão em andamento”, informa a nota solicitada.

O delegado rapidamente falou com o jornal que ele tem muito interesse no resultado das apurações sobre este episódio que ocorreu em Vila Velha para que tudo fique devidamente esclarecido.

Sobre o secretário estadual não ter conhecimento da referida operação no dia 28, na verdade não compete a ele ter este conhecimento, uma vez que a abrangência do seu cargo é em todo o Estado e o mesmo tem uma agenda a cumprir todos os dias.

“O caso tem que ser apurado mesmo. A foto da matéria não é nova, a notícia não é nova, estas declarações dadas pelo secretário foram antes mesmo da minha oitiva na Corregedoria. Uma fake News total”, disse David.

Vale frisar que o delegado David Gomes Santana vem incomodando bastante com a sua forma de atuação e combate à criminalidade em Piúma. Prendeu os maiores traficantes da cidade, desarticulou associações criminosas, aprendeu grandes quantidades de drogas e sua conduta acaba causando ira em quem insiste continuar no universo da criminalidade, por isso, talvez, diversas pessoas que foram presas, ou conduzidas por ele em Piúma à cadeia e presídios capixabas tenham comemorado tanto e comentado as notícias veiculadas sobre ele ter ido a Delegacia prestar esclarecimentos sobre a Operação em Vila Velha.

O jornal abre espaço ao delegado a qualquer momento em que ele queira falar sobre o assunto ou mesmo informar qualquer outro fato. “Acompanhamos todo o trabalho da Polícia Civil e Militar em Piúma e na região, estamos sempre abertos a verdade, doa a quem doer”, pontuou o editor chefe do jornal Tiago Rocha.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*