“Curta em Casa, Guaçuí”: uma live em favor do meio ambiente, educação e cultura

A live do projeto realizado no lugar da Mostra de Vídeos Curtas Ambiental, neste ano de pandemia, aconteceu na noite da última sexta-feira, direto do Teatro Fernando Torres

O palco que, nos últimos anos, recebeu um dos projetos de educação ambiental de mais sucesso em Guaçuí e região, quiçá no Espírito Santo e Brasil – a Mostra de Vídeos Curtas Ambiental –, neste ano de pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), não pode abrir as portas para o público. Mas isso não foi motivo para o Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, esta sexta-feira, não ser marcado por um projeto que veio com os mesmos objetivos e premiou a criatividade e consciência ambiental de estudantes e comunidade do município.

No lugar do grande público, apenas algumas pessoas que foram responsáveis pela organização e transmissão da live do projeto “Curta em Casa, Guaçuí”, transmitida pelas redes sociais da Prefeitura, por meio de um link do Youtube, na noite desta sexta (5), direto do palco do Teatro Municipal Fernando Torres. Assim como a Mostra de Vídeos, o “Curta em Casa, Guaçuí” também é uma realização da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Seme) e Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Esportes (Semcultes).

Os mais de 160 vídeos inscritos, segundo a Semmam, abordaram o tema do projeto “Pandemia: o novo Coronavírus e suas implicações num contexto socioeconômico e ambiental” – no tempo máximo de 2 minutos, utilizando dispositivo móvel e trazendo conteúdo inédito –, e passaram por uma pré-seleção feita pela comissão de jurados. Estes selecionados foram exibidos nesta noite de sexta, divididos nas categorias de melhor vídeo adaptado nas modalidades poesia, paródia e meme, com participação dos alunos das escolas do município, públicas e particulares, e de melhor vídeo livre, feitos por alunos e sociedade civil. Participaram alunos do 3º ao 9º ano, do Ensino Fundamental, e 1º ao 3º ano, do Ensino Médio.

A live foi apresentada pelo professor Gilvan Rodolpho Quedevez, da Rede Estadual, e pela estudante Thaís Moreira, do Colégio Israel. Além da participação da secretária municipal de Meio Ambiente, Maria Alice Moulin, membros da equipe da Semmam, e da equipe da produção do vídeo ao vivo, incluindo pessoal do Setor de Comunicação da Prefeitura de Guaçuí. Também marcaram presença o secretário municipal de Educação, Liomar Luciano de Oliveira, e a superintendente de projetos da Seme, Márcia Oliveira.

A secretária Maria Alice Moulin se disse surpresa com a quantidade e qualidade dos vídeos enviados, se mostrando muito feliz com a grande participação dos alunos e comunidade. “Fiquei surpresa com tantos vídeos e com a qualidade, não imaginava que existem tantos poetas e artistas em Guaçuí, e foi muito bacana a participação e difícil fazer a pré-seleção dos que seriam exibidos hoje (sexta, 5)”, contou. “Fiquei e fico até emocionada com o que vi, porque as pessoas aderiram à ideia e deram um retorno muito bonito, por isso, só temos a agradecer a todos que participaram, aos que nos ajudaram a concretizar o projeto e nos deram apoio, numa parceria que vem também da iniciativa privada”, completou.

Antes, durante e depois da exibição dos vídeos, as jovens Brenda Martins (da Seme), Aline Bustamante (participação especial), Thaís Moreira (Colégio Israel), Ludmila Casagrande (Escola Municipal Deocleciano de Oliveira), Gabrielle Moraes (Escola Estadual Antônio Carneiro Ribeiro) e Maria Paula (Escola Estadual Antônio Carneiro Ribeiro) fizeram uma apresentação com muita música popular e pop brasileira, mostrando todo o talento musical de Guaçuí. Foram mais de duas horas e meia de transmissão ao vivo que pode ser conferida no Youtube na íntegra (clique aqui). Uma boa opção para quem não teve oportunidade de assistir ao vivo e quer conferir toda a apresentação e os vídeos.

Foram apresentados seis vídeos em cada modalidade e o julgamento foi feito pelas pessoas que estavam assistindo a live, votando, por meio da caixa de comentário, após a apresentação de cada categoria e modalidade, na hashtag correspondente ao seu vídeo favorito. E após muita música e alguma ansiedade, foram anunciados os vídeos vencedores que levaram um troféu individual e outro para a escola (no caso dos alunos) e um smartphone para o aluno. Premiação também entregue para o vencedor da sociedade civil.

Nesta categoria de melhor vídeo livre da sociedade civil, o primeiro lugar ficou com #Evelyn, enquanto o vídeo da mesma categoria, entre os alunos, foi para #Joyce (Escola Estadual Monsenhor Miguel de Sanctis). Já na categoria melhor vídeo adaptado, na modalidade Poesia, o prêmio foi para #Beatriz Soares (Escola Estadual Antônio Carneiro Ribeiro), enquanto na modalidade Paródia ficou com #Yuri Freitas (Escola Municipal São Geraldo) e na modalidade Meme, para #Sara Farrel (Escola Municipal Anísio Teixeira).

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*