Comunidade quilombola se prepara para os festejos de 13 de Maio

O Caxambu Santa Cruz é o grupo anfitrião da festa (Foto: Luan Volpato)

 

A comunidade quilombola de Monte Alegre, em Cachoeiro, está em ritmo de preparativos para a tradicional festa “Raiar da Liberdade”, que este ano tem como temática “O Canto da Liberdade”. Coordenada há mais de 50 anos pela mestra de caxambu Maria Laurinda Adão, a comemoração ocorrerá a partir das 18h do próximo dia 13, data em que é celebrada a Abolição da Escravatura no Brasil.

Nos festejos, que acontecem todos os anos na referida data, o público pode ver de perto a atuação de alguns dos grupos da cultura popular por meio das apresentações de jongos, folias de reis, charola e bate flechas de São Sebastião e, claro, caxambus – dentre eles, o Caxambu Santa Cruz, do qual Maria Laurinda é mestra.

A celebração, que, segundo a tradição oral, começou em 13 de maio de 1888, por ocasião da Assinatura da Lei Áurea, é o mais antigo e tradicional evento folclórico do Espírito Santo, completando este ano sua 131ª edição.

“Eu participo desde criança dessa festa, que era organizada pelos meus avós, e depois pela minha mãe. Nós recebemos muitos grupos amigos e nunca deixamos de servir para todos os visitantes uma feijoada muito gostosa. É uma festa muito bonita, e sempre tenho a honra de iniciar a roda de caxambu, acendendo a fogueira”, comenta Adevalmira Adão, também conhecida como Comadre Ilinha, uma das mestras de caxambu do grupo Santa Cruz.

“Não podemos nos esquecer de que a liberdade não nos foi dada, mas, sim, conquistada com muita luta do nosso povo”, acrescenta Edevaldo Adão Felipe, também mestre do Caxambu Santa Cruz.

Desde o ano 2000 as festividades do dia 13 de maio em Monte Alegre são organizadas em parceria com a Associação de Folclore de Cachoeiro de Itapemirim, e, neste ano, conta com o patrocínio do Governo do Estado do Espírito Santo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Edital de Culturas Populares), e com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Cachoeiro.

“As festas populares representam nossas raízes. São tradições preciosas e precisam ser preservadas. Entendemos essa importância e apoiamos as várias manifestações dessas tradições, riqueza de nosso povo”, afirma a secretária municipal de Cultura e Turismo, Fernanda Martins, destacando que, no último sábado (04), as comemorações pelo 13 de maio realizadas na comunidade de Vargem Alegre, no distrito de São Vicente, também contaram com apoio da prefeitura.

Como chegar a Monte Alegre
Seguir pela BR482 (sentido Cachoeiro x Alegre) e virar à direita no trevo de Burarama. Após a sede do Incaper, virar à direita e seguir por mais 8 km de estrada não pavimentada (que passa por dentro da Floresta Nacional de Pacotuba) até a comunidade de Monte Alegre.

*Com informações da Associação de Folclore de Cachoeiro

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*