Clubes com surto de Covid-19 no elenco poderão decidir sobre suspensão de partidas

Medida aprovada pelo Senado foi proposta pela senadora Rose de Freitas durante votação do projeto que suspende pagamentos de dívidas de times na pandemia

Assessoria de Comunicação

Os clubes do futebol brasileiro poderão decidir sobre a suspensão das partidas em caso de surto de Covid-19 no elenco, com base em recomendações técnicas e científicas das autoridades de saúde. A medida aprovada ontem, terça-feira (29), pelo Senado Federal foi proposta pela senadora Rose de Freitas durante sessão remota da Casa. A intervenção de Rose foi incluída ao Projeto de Lei (PL) 1013/2020, que suspende, no período da pandemia, os pagamentos das parcelas devidas pelos clubes ao Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut).

Por ter sido modificado pelos senadores, a proposição volta à Câmara dos Deputados para nova votação antes de seguir à sanção presidencial.

Ao defender sua proposta, a senadora enfatizou a importância da preservação das vidas antes dos interesses desportivos dos organizadores dos eventos. “É apenas não excluir a consideração científica desse processo. Porque você ter um time todo contaminado, adoecido, e por uma decisão judicial levá-lo a campo… Isso é desrespeitar a vida dos atletas, que são trabalhadores”, destacou.

Rose argumentou ainda que, “em nenhum momento, penso que a decisão possa ficar na esfera administrativa, ou que um [clube] possa armar ardilosamente uma situação para prejudicar outro time”. “Apenas acrescentar a particularidade da vida. Não quero passar por cima de regras. Quero apenas levar em consideração a questão da saúde dos atletas”, finalizou.

No último domingo (27), mesmo com 19 jogadores do Flamengo contaminados pela Covid-19 e um imbróglio jurídico, decisão judicial determinou a realização da partida contra o Palmeiras, em São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. O jogo terminou empatado em 1 a 1.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*