Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home3/esnotici/domains/espiritosantonoticias.com.br/public_html/wp-content/themes/layout_2019/single.php on line 11

Chapado, vereador vai em cana por dirigir bêbado e achar que era amigo do comandante

Abusado, o senhor edil acabou no xilindró depois se achar, bêbado que podia cometer o delito por “ser amigo do comandante”

Um vereador foi detido na madrugada deste domingo (19), em Vila Valério/ES, o vereador é Ricelio Linhares, é acusado de dirigir embriago e segundo os policiais, não obedeceu a ordem de parada, fugindo da viatura. De acordo com as informações obtidas, era pouco mais de meia noite, quando um veículo corolla, prata passava em frente ao Destacamento da PM, e em seu interior uma mulher gritava por socorro; os policiais imediatamente seguiram o veículo e deram ordem de parada, o motorista não obedeceu e acelerou até parar no bairro Nossa Senhora da Penha, ao parar o veículo, os policiais constataram que se tratava do vereador, segundo os militares ele estava visivelmente embriagado e se negou a colocar a mão na cabeça para a abordagem.

De acordo com os policiais e testemunhas que estavam no local,  o vereador não aceitava a abordagem e disse que não podia ser abordado pela PM pois era vereador da cidade, os policiais insistiram mas ele não acatava as ordens, até  que foi imobilizado e algemado. O vereador foi colocado no cofre da viatura e conduzido para a delegacia de plantão e se recusou a fazer o teste do bafômetro, ele disse palavras de intimidação aos policiais.

“SOU AMIGO DO COMANDANTE, VOCÊS SERÃO TRANSFERIDOS, POIS SÃO SOLDADINHOS, EU SOU VEREADOR E FAÇO  PARTE DO CONSELHO DE SEGURANÇA, EU QUE DOU DINHEIRO PARA BANCAR SEUS SUPERIORES…EU SOU DA FAMÍLIA DE MARTIN E VOCÊS VERÃO COM QUEM ESTÃO MEXENDO”, DISSE O VEREADOR EMBRIAGADO.

Questionada, a namorada do vereador disse que eles estavam discutindo, porém não disse o motivo.

O que diz o comando da PM

O comandante do 2°Batalhão tomou ciência da ocorrência e informou que apoia a atuação de seus policiais e negou qualquer influência em seu comando, e acrescentou que o acusado vai responder pelas palavras ditas citando o comando e os policiais.

O vereador prestou depoimento e autuado por dirigir embriagado, por ser reincidente o delegado não arbitrou fiança, ele foi encaminhado ao presídio e deve passar por audiência de custódia. A pena por dirigir embriagado varia de 6 meses a 3 anos, além  de multa e suspensão da carteira de motorista. Essa é a segunda vez que o vereador é detido por dirigir embriagado e desacatar policiais durante abordagem.

Tentamos contato com o vereador para comentar sobre o assunto, mas as ligações e mensagens não foram atendidas.

Fonte: portalmomento

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*